PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Botafogo tem semana cheia para trabalhar e garantir a classificação na Taça Rio

20/04/2021 06h20


Após um excelente começo de temporada, com direito a oito gols marcados e nenhum sofrido nos quatro primeiros jogos, o desempenho do Botafogo dentro de campo caiu, e isso se refletiu nos resultados. Não por acaso, em quatro dias, o Alvinegro foi eliminado do Campeonato Carioca e da Copa do Brasil. No entanto, em meio à tantas notícias ruins, uma boa pode surgir como alento para dias melhores: o Botafogo, finalmente, tem uma semana cheia pela frente para poder trabalhar e se preparar para garantir a classificação para a Taça Rio.

> SindeClubes e Botafogo convocam assembleia para discutir medidas; confira

No "mundo do futebol", o jargão "semana cheia" é usado para quando uma equipe tem uma semana voltada exclusivamente para treinos, sem jogos no meio. Desde que a temporada começou, o Botafogo teve apenas duas semanas assim: entre as partidas contra Bangu e Vasco; e entre as partidas contra a Portuguesa e o Volta Redonda.

Não é segredo para ninguém que o Botafogo está se reestruturando. Com isso, o Campeonato Carioca funciona como uma espécie de pré-temporada para que os jogadores ganhem entrosamento e entendam o padrão de jogo e as formações táticas estabelecidas pelo treinador.

É, sim, verdade que todos os demais times também não tiveram essa pré-temporada, mas a situação do Alvinegro é diferente, uma vez que boa parte do elenco foi modificada para a temporada 2021: do times titular que foi eliminado da Copa do Brasil e do Campeonato Carioca, apenas Kanu, Matheus Nascimento e Luiz Otávio estavam no elenco do time que disputou o Brasileirão de 2020.

Por isso, essa semana cheia se faz tão importante. Pela terceira vez apenas, o Botafogo terá um pouco mais de calma e de tempo para poder trabalhar, corrigir os erros e buscar uma evolução, que ainda não foi vista, dentro de campo.

- O planejamento para as próximas semanas é aproveitar ao máximo o período de treinamentos que a gente vai ter para que os jogadores tenham aquisição do modelo de jogo que o Chamusca pretende implementar e evoluir dentro de todo o processo. E que isso, com certeza com essas semanas cheias que a gente vai ter pela frente e todas as trocas diárias que a comissão técnica tem com a direção, a gente acredita muito na evolução que é necessária para a equipe no âmbito individual e, principalmente, coletivo. Esse vai ser o foco principal até a estreia na Série B - destacou Eduardo Freeland, diretor de futebol do Alvinegro, à Botafogo TV.

- Eu percebo que uma crítica de vocês, e também nossa, é que a equipe não tem evoluído de um jogo para o outro. Vemos alguns índices melhorando, outros não tanto, alguns oscilando. A gente sabe que é fundamental que essa melhora permanente de performance seja adquirida pela nossa equipe. Estamos trabalhando e discutindo isso internamente. A gente sabe exatamente o momento que estamos vivendo e aonde queremos chegar.

O próximo desafio do Botafogo é diante do Macaé, no estádio Nilton Santos, às 18h, do próximo domingo, em jogo válido pela última rodada do Campeonato Carioca. Sem chances matemáticas de se classificar para a fase semifinal, o Alvinegro deverá buscar a vaga para a Taça Rio.

> Veja a tabela do Campeonato Carioca

Nesta edição, os classificados são os times que ficarem entre a quinta e a oitava colocação. Hoje, o Botafogo é o oitavo, com 12 pontos conquistados. Assim, o Alvinegro só depende de si para avançar para esta fase do Campeonato Carioca de 2021.

Resende e Boavista, ambos com 11 pontos, vem logo atrás com chances de classificação. O primeiro encara o Vasco, no sábado, enquanto o segundo encara a Portuguesa, também no sábado. Portanto, o Glorioso entrará em campo sabendo do resultado que precisa para garantir a vaga para a Taça Rio.

Futebol