PUBLICIDADE
Topo

De Jong sobre Messi: 'Não direi a ele como quero que ele jogue'

Frenkie De Jong com a camisa do Barcelona - Waleed Ali/Reuters
Frenkie De Jong com a camisa do Barcelona Imagem: Waleed Ali/Reuters

26/02/2020 19h45

Uma das principais contratações do Barcelona no início da temporada, De Jong virou titular da equipe. Após boa temporada com o Ajax, o holandês chegou à Espanha com o objetivo de substituir Iniesta. Uma tarefa nada fácil, mas segundo ele a adaptação ao clube é boa.

"É uma equipe muito boa. E sim, também fazemos churrascos. Temos um grupo do WhatsApp. O administrador do grupo acho que é Gerard Piqué. Ele me aciona em qualquer caso", disse.

De Jong explicou também um pouco de seu relacionamento com Lionel Messi.

"Todo mundo sempre fica curioso sobre isso. É claro que às vezes eu falo com ele. Mas não é como se eu sentasse com ele por meia hora e conversasse com ele sobre futebol em profundidade. Eu não faço isso com outros jogadores e também não fiz isso no Ajax. Nas conversas sobre futebol, ele indica principalmente o que quer. Não serei a pessoa que lhe dirá como quero que ele jogue", comentou.

O jogador ainda falou sobre seu novo status de estrela e rebateu afirmações de que teria mudado seu jeito de ser.

"Isso depende do que os outros pensam, mas acho que não", afirmou.

Confira outros detalhes entrevista de De Jong ao 'NOS'.

Possíveis distrações em Barcelona

"O clima é agradável todos os dias, você tem restaurantes muito bons. E, é claro, todo mundo quer visitar Barcelona. Ouvi essas histórias sobre possíveis distrações com antecedência e eles me avisaram. Mas minha família sabe muito bem o que eu preciso. Já estive lá algumas vezes (em Las Ramblas), mas principalmente antes de vir jogar futebol."

Período de transição

"O Ajax e o Barcelona têm a mesma ideia de futebol. É claro que o Barcelona é melhor e há jogadores que são melhores individualmente. Mas com o Ajax, também alcançamos um nível muito alto na última temporada. É por isso que a transição não é muito grande."

Em sua posição favorita

"Na Holanda e, na última temporada, no Ajax, jogamos com dois meias de controle e um número dez à frente. Em Barcelona, costumamos jogar com um meio-campo de controle. Portanto, minha antiga posição não existe. Não no Barcelona. Acho que as pessoas também não entendem. As pessoas me dizem: 'Você não joga na sua posição', mas eu jogo no centro do campo e, é claro, às vezes um pouco mais fundo para me adaptar a essa posição. Eu realmente não vejo isso como um problema, jogo quase todos os jogos. Jogar em outras posições também é bom para mim. Se você é um bom jogador, deve se certificar de que pode trabalhar em várias posições. Acho que meu melhor jogo acontece quando eu posso receber muitas bolas, participar da criação e jogar com as pessoas que precisam tomar a decisão. O jogo mais controlador combina comigo, mais até do que jogar como um meio-campista profundo."

Dicas para os mais jovens

"Você deve gostar de jogar futebol, não importa onde você acabe. Das dezenas de milhares de crianças que agora jogam futebol, uma, duas ou talvez nenhuma terminará em Barcelona. Mas se você gosta de futebol, tudo bem."

Barcelona