PUBLICIDADE
Topo
Comprar ingresso
Comprar ingresso

Duílio explica negociação com Rony e revela ter sondado Neymar e Cavani

Cavani entra no lugar de Neymar em partida do PSG contra o Nantes pelo Campeonato Francês - REUTERS/Charles Platiau
Cavani entra no lugar de Neymar em partida do PSG contra o Nantes pelo Campeonato Francês Imagem: REUTERS/Charles Platiau

28/01/2020 12h30

Classificação e Jogos

Responsável pelas contratações do Corinthians, o diretor de futebol Duílio Monteiro Alves voltou a explicar a negociação com o atacante Rony, do Athletico-PR. Segundo o dirigente, o clube segue de olho no jogador, mas os valores pedidos pelo clube de Curitiba ainda são altos. O cartola também revelou ter consultado os astros Neymar e Cavani para reforçarem o clube do Parque São Jorge.

"O Corinthians não fez proposta e não vai gastar esse dinheiro. Foi uma consulta para ver se algo tinha mudado. Tínhamos feito uma consulta no início de dezembro, quando soubemos os valores. E como não havia saído nenhum negócio até segunda-feira, fizemos uma consulta para ver se tinha condição, se tinha mudado algo", afirmou Duílio em entrevista concedida à Rádio Transamérica na manhã desta terça-feira.

Mesmo admitindo a procura pelo atacante Rony, o diretor de futebol do Corinthians não demonstrou tanta animação com a possibilidade do jogador desembarcar no clube do Parque São Jorge. Isto porque, o Athletico-PR se mostra irredutível com a pedida de 6 milhões de euros (algo em torno de R$ 27,7 milhões) por 50% dos direitos federativos do atleta.

"Os valores não mudaram, o Athletico exige os mesmos números. Não entramos na negociação e não vamos entrar. O Corinthians não está disposto a fazer um investimento deste tamanho. Nestes valores, não interessa", pontuou o dirigente.

O diretor de futebol do Corinthians fez questão de lembrar que o trabalho nos bastidores do clube não para, tudo para reforçar o elenco do técnico Tiago Nunes. Duílio afirmou que chegou a sondar dois astros do futebol mundial: Neymar e Cavani, ambos do Paris Saint-Germain, e lembrou que o clube sempre tem que pensar grande.

"Já consultei Neymar e Cavani quando disseram que eles sairiam do PSG. Temos que buscar o melhor para o Corinthians. Vocês não tinham a informação que o Cavani queria jogar no futebol sul-americano? Eu tenho que ir atrás, por que não? Neymar também saiu um boato que poderia ser emprestado e que o Flamengo poderia ser opção, fui olhar a condição. O Corinthians é muito grande, mas os números eram inviáveis. Estou dando exemplos extremos para vocês entenderem como é o dia a dia", disse o cartola.

Sem Neymar, sem Cavani e na tentativa de contratar Rony, o Corinthians segue atrás de um jogador de beirada de campo ainda para a estreia na Copa Libertadores - no próximo dia 5 de fevereiro. O técnico Tiago Nunes já deixou claro que existe essa carência no elenco e a diretoria segue atrás de um reforço de peso para o sistema ofensivo.

Corinthians