PUBLICIDADE
Topo
Comprar ingresso
Comprar ingresso

Luan brinca sobre puxão de orelha de Tiago Nunes: "Sou fominha"

Igor Castro/Divulgação
Imagem: Igor Castro/Divulgação

24/01/2020 15h17

Principal contratação do Corinthians para esta temporada, o meia-atacante Luan iniciou muito bem sua jornada no Timão. Em três jogos, o novo dono da camisa 7 do Alvinegro marcou três gols e já caiu nas graças da Fiel Torcida. Mesmo assim, o jogador levou um puxãozinho de orelha do técnico Tiago Nunes por prender demais a bola. Nesta sexta, o jogador brincou com a situação: 'eu sou fominha'.

Neste início de ano do Corinthians, Luan tem sido escalado no meio de campo, com total liberdade para se aproximar dos atacantes ou dos volantes na saída de bola. O jogador é o cérebro do sistema ofensivo do Timão e tem participado muito da criação das jogadas. Entretanto, a função gera um grande desgaste físico, que vem sendo observado pelo atleta e comissão técnica.

- Isso desde o Grêmio. Sempre tinha a maior distância percorrida entre os jogadores. O Ramiro sempre reclama (risos), mas eu sou fominha, quero a bola toda hora. Tenho certeza que conversando com eles, isso facilita muito. O Tiago cobra muito. Tento fazer isso ao máximo e estou me preparando ao máximo para aguentar o maior número possível de jogos - afirmou o meia-atacante em entrevista coletiva no CT Joaquim Grava.

Na última quinta, logo após a goleada do Corinthians sobre o Botafogo, de Ribeirão Preto, por 4 a 1, Tiago Nunes rasgou elogios ao jogador, embora tenha pontuado que ainda é necessário uma melhora.

- O Luan é um atleta que temos toda confiança e fez o máximo de esforço para contratá-lo porque acredita no potencial técnico, que tem capacidade de resolver jogo, de colocar companheiros para decidir, ele às vezes prende demais a bola, tentamos achar um equilíbrio, mas não dá pra tirar isso dele porque é o que ele faz melhor. Fico surpreso positivamente pela dedicação dele de correr no campo, se movimenta muito, isso gera desgaste, mas ele se esforça muito, a disposição para competir.

Mesmo assim, Luan vive lua-de-mel com a Fiel por conta de seu desempenho nas partidas contra New York City FC, Atlético Nacional e Botafogo-SP. O meia-atacante reiterou que vê o elenco do Corinthians em um bom caminho para ser competitivo ao longo da temporada e que a liberdade oferecida pela comissão técnica é determinante para o ritmo de jogo da equipe.

- O Ramiro briga comigo. Ele pede a bola toda hora, mas eu quero participar do jogo e dar opção para meus companheiros. Sobre prender a bola é mais sobre a minha característica. Às vezes, a gente dá três ou quatro piques e eu vejo que é a hora de segurar um pouquinho. Tenho liberdade para fazer isso - esclareceu o jogador, até agora o mais participativo do Timão na temporada.

Estilo de jogo ofensivo

Estamos trabalhando forte para isso. Mudou um pouco o estilo de jogo. As características dos jogadores que estão aqui hoje são de jogar para frente, de jogo de posse de bola. Nos adaptamos a isso.

Boselli

Começou dando certo. Independente do Boselli ou de quem começar jogando, tenho certeza que o Corinthians vai dar conta do recado. O Boselli é um cara muito inteligente. Tenho conversado muito com ele sobre a forma como ele gosta de receber a bola, posicionamento. É um cara sensacional. Ele tem um estilo parecido com o meu de aproximação. Tem tudo para dar certo.

Movimentação

Ano passado, no Grêmio, tive alguns bons jogos. Muita gente fala que eu não estava bem comparado a 2017, mas sempre tive bons números. Essa liberdade que o Tiago me deu me ajuda. No intervalo falei com ele sobre o posicionamento. Para nós, jogadores, é importante ter essa liberdade com o treinador. O Corinthians tem muito a ganhar com isso. Para mim, está sendo muito importante esse começo, mas o principal é alcançar o meu melhor nível o mais rápido possível para ajudar o Corinthians.

Jogar no time do coração

Toda criança tem o sonho. A minha vontade de poder jogar pelo Corinthians eu nunca neguei. Comecei a jogar futebol muito tarde. Fui torcedor por bastante tempo. Estou feliz por estar vivendo esse momento, por estar retomando o nível de atuação que tive no Grêmio. Estou feliz com isso, de poder ajudar o Corinthians. Esse momento quero ajudar o máximo e dar o meu melhor para o clube.

Confiança

Sei da minha capacidade. Isso me deu total confiança. Estamos crescendo como equipe, buscando bons caminhos. Isso acaba me ajudando. Espero retomar o meu ritmo e ajudar os demais. Quero voltar 100% o mais rápido possível.

Entrega em campo

Sempre falei que tenho a cabeça muito boa. As coisas fora de campo não me atrapalham muito. Meus companheiros, a comissão técnica e a diretoria me deram total confiança para que eu possa jogar tranquilo. A recepção de todos nesse começo foi importante para que eu pudesse jogar à vontade. Ontem, por conta da equipe estar evoluindo muito, jogando bem, acabou destacando isso.

Jogo com o Mirassol

Estamos trabalhando bem, treinando forte para que possamos. Quero ajudar sempre que possível. Jogar perto de casa é um fator especial. Minha família, meus amigos todos. Sempre tive essa vontade e quero jogar contra o Mirassol. Metade da torcida vai ser dos meus amigos e da minha família (risos).

Região de São José do Rio Preto

Foi onde eu comecei. Para mim, é especial. Ali, naquela região, tenho muitos amigos corintianos. Sempre acompanhávamos e hoje posso jogar lá. Isso para mim tem um gosto especial.

Impacto da contratação

Não tenho noção ainda do tamanho que é, da proporção que é. Isso não tem preço. Fico feliz e espero dar o meu melhor.

Aproximação com os volantes

Todos ali têm característica um pouco parecida, de aproximação, de poder jogar. O Tiago vem ajudando bastante. Isso facilita muito a bola chegar lá frente. Essa saída é questão de procurar bastante eles. Isso é importante para que possamos evoluir.

Pênalti batido contra o Botafogo

O Tiago tinha definido antes do jogo. O Boselli é um cara sensacional. O grupo não tem vaidade nenhuma. Ontem, ele pôde marcar os gols deles e eu pude fazer o meu também.

Libertadores

Temos jogadores muito experientes. Eu sou mais um para agregar. Tenho certeza que se continuarmos nesse ritmo vamos melhorar. Não só na Libertadores, mas em todas as competições.

Renato Gaúcho x Tiago Nunes

O Renato me ajudou muito em todas as questões. Nos demos bem, conquistamos títulos. Vejo o Tiago como um grande treinador. Tenho certeza que se todo o grupo se comprometer com a ideia, tenho certeza de que podemos conquistar boas coisas.

Corinthians