PUBLICIDADE
Topo
Comprar ingresso
Comprar ingresso

Corinthians

Por que frases do hino do Corinthians foram exibidas por torcida portuguesa

Torcedores do Sporting mostram faixas com frases contidas no hino do Corinthians - Divulgação/Torcida Verde
Torcedores do Sporting mostram faixas com frases contidas no hino do Corinthians Imagem: Divulgação/Torcida Verde

Diego Salgado

Do UOL, em São Paulo

24/01/2020 12h00

Diante de uma crise que se arrasta há tempos, torcedores do Sporting, de Portugal, recorreram a duas frases do hino do Corinthians para incentivar companheiros de arquibancada e atletas em campo na última sexta-feira (17), durante a derrota por 2 a 0 para o Benfica, pelo Campeonato Português.

Nas arquibancadas cheias do estádio José Alvalade, em Lisboa, os versos "Teu passado é uma bandeira, teu presente é uma lição" se tornaram uma forma que a Torcida Verde encontrou para protestar e ajudar o time.

Em contato com a reportagem do UOL Esporte, o líder da torcida, Luís Carlos Repolho, disse que a ideia surgiu depois que um integrante da torcida organizada viu as frases em faixas da torcida do Corinthians anos atrás. Somente depois da repercussão, eles souberam que as frases fazem parte do hino do Corinthians, composto por Lauro D'Ávila em 1953.

"As bandeiras foram feitas na semana passada pela Torcida Verde. Nosso companheiro JP viu a frase uma vez na torcida do Corinthians, eles colocaram em umas faixas. Mas a gente não sabia que elas estavam no hino do Corinthians, a gente achava que era uma expressão da torcida", explicou Luís.

O líder da torcida afirmou que os torcedores do Sporting se identificaram com o significado delas em meio à tentativa de ajudar o Sporting numa retomada. A equipe é a quarta colocada no Campeonato Português depois de 17 rodadas disputadas, 19 pontos atrás do líder Benfica. O clube não vence a competição desde a temporada 2001/2002. Na Liga Europa, enfrentará o Istambul Basaksehir, da Turquia, nas oitavas de final.

"Realmente as frases são adequadas ao momento em que vivemos aqui, com conflitos entre os torcedores. Para nós o significado real das frases é que um clube não pode perder sua identidade, a nossa bandeira, nossa tradição. Nós deixamos que nossa identidade fosse capturada", ressaltou Luís.

O Sporting ainda passa por uma crise política e até de relacionamento entre as torcidas. Além disso, depois da troca de comando do clube, no fim de 2018, a relação entre dirigentes e torcedores também foi afetada.

"Tudo isso que estamos passando nos últimos anos é uma lição. Essa grande crise é uma grande lição. Nós temos muita responsabilidade também em deixar chegar nessa situação. Usamos as frases porque elas têm poder. Foi o timing exato", completou.

Luís ainda minimizou o fato de o Sporting carregar as cores branco e verde, as mesmas do Palmeiras, rival histórico do Corinthians. Para ele, a coincidência é muito pequena diante da causa.

"Para nós não tem nada a ver. O fato de o Palmeiras ser verde e branco como nós, assim como o Avellino (Itália), o Rapid Viena (Áustria). Era comum ter afinidade nos anos 1980 e 1990, ter relacionamento. Mas isso não impede que a gente se inspire em clubes de outras cores. Futebol é festa, não é ódio. Não existe inimigo, já passamos dessa fase", disse.

Em outubro passado, a mesma Torcida Verde homenageou Rogério Ceni ao incluí-lo numa bandeira com grandes ídolos de times pelo mundo, num protesto contra os "jogadores mercenários" do futebol moderno. Luís não descarta fazer mais parcerias com outros clubes do Brasil.

"Todas as torcidas do Brasil têm de se unir mais. Temos de ser conscientes do papel e da função, dos nossos direitos. Somos cada vez mais tratados como consumidores. É preciso criar uma consciência mais unitária. Estamos dispostos a falar com qualquer torcida no Brasil nesse contexto", finalizou.

Corinthians