PUBLICIDADE
Topo

Jorge Jesus traça principal meta no Fla em 2020: "Ser campeão do mundo"

Jorge Jesus no banco de reservas do Flamengo na partida da equipe contra o Al-Hilal - Giuseppe CACACE / AFP
Jorge Jesus no banco de reservas do Flamengo na partida da equipe contra o Al-Hilal Imagem: Giuseppe CACACE / AFP

11/01/2020 11h47

Classificação e Jogos

O treinador do Flamengo, Jorge Jesus segue de férias na Europa, mas não deixou o futebol fora da pauta em seu período de descanso. Em entrevista ao jornal espanhol Marca, o técnico campeão da Copa Libertadores e vice do mundo em 2019 revelou sua meta com o clube carioca para 2020.

"O que falta conseguir? Ser campeão do mundo, esse é o objetivo número um do Flamengo na temporada", disparou Jorge Jesus. Em 2019, o time carioca chegou à final do Mundial de Clubes, mas foi derrotado pelo Liverpool na prorrogação.

O treinador, que afirmou que ainda não foi procurado para uma renovação do contrato, disse ainda que o objetivo do Flamengo é bater suas próprias marcas e chegar à final da Libertadores que, nesse ano, será feita em final única, no Maracanã.

"O Flamengo não me fez nenhuma proposta para seguir, tenho contrato até maio. As equipes brasileiras têm uma oportunidade única nesta temporada, porque a final da Libertadores será no Maracanã, neste ano. E o objetivo do Flamengo no momento, depois de ganhar tudo, é bater suas próprias marcas", disse.

O treinador ainda disse que merece estar 'perto' de Jurgen Klopp, comandante do Liverpool, como um dos melhores técnicos do mundo por sua atuação na temporada à frente do Flamengo.

" Acho que tenho que ficar perto do Klopp, porque ganhamos o Campeonato Brasileiro, a Libertadores e chegamos à final do Mundial de Clubes. Uma nova temporada está começando agora no Brasil e quero tentar fazer a temporada da mesma forma de 2019 e aumentar a qualidade do nosso trabalho no Brasil. Tenho a sensação de que voltaremos ao Mundial de Clube, porque vamos ganhar a Libertadores e voltaremos à final", disse.

Jesus completou dizendo que pretender continuar no Flamengo, mas revelou que tem vontade de comandar equipes em dois países europeus.

"Espanha ou Itália, sem dúvida. Principalmente a Espanha. Mas no futebol você não pode escolher, eles escolhem você. Estamos sempre esperando que um clube ligue para você. Neste momento, só penso no Flamengo, nem quero pensar em outra solução. Estou neste momento em um dos melhores times do mundo. Não penso em outro time. Não sei o dia de amanhã. Mas sempre estamos esperando uma oferta", concluiu.

Flamengo