PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Santos opta por silêncio, privacidade e mistério antes de receber Botafogo

Thiago Ribeiro/AGIF
Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF

21/11/2018 06h00

O Santos recebe o Botafogo nesta quarta-feira, às 21h, na Vila Belmiro, abatido e pessimista em relação ao futuro no Campeonato Brasileiro. Se antes o clima chegou a ser de entusiasmo pela proximidade com o G6 do torneiro, agora paira no ar a incerteza sobre a reta final da temporada. Em décimo lugar, estacionado nos 46 pontos e com quatro derrotas consecutivas, a semana do Peixe foi diferente no CT Rei Pelé.

Não houve coletiva de imprensa nos dois dias de preparação para o jogo em casa, válido pela 36ª rodada. Os jornalistas puderam acompanhar apenas a reapresentação do grupo, na última segunda-feira, quando só os reservas estiveram em campo para um jogo-treino contra o time sub-20. Na véspera da partida, nem o aquecimento foi liberado para imagens.

Quem falou foi o presidente José Carlos Peres. Em entrevistas à Rádio Globo e Bandeirantes, o dirigente teve de explicar como lidará com o técnico Cuca, cuja permanência em 2019 é bastante incerta neste momento. Também foi questionado a respeito do péssimo rendimento da equipe nos últimos jogos. Tentou achar respostas, mas sofreu para encontrá-las.

Enquanto isso, na privacidade do CT Rei Pelé, Cuca organizou a equipe para estar em campo nesta quarta-feira, ciente não só dos seis desfalques para o jogo, mas também da necessidade de não terminar o ano deixando uma impressão ruim para a torcida. Depois do duelo contra o Botafogo, o time ainda faz mais um jogo na Vila Belmiro, contra o Atlético-MG, no sábado.

Bryan Ruiz, Carlos Sánchez e Derlis González não atuam por estarem com suas respectivas seleções de Costa Rica, Uruguai e Paraguai para a data Fifa. Já Bruno Henrique está suspenso. Lucas Veríssimo ainda se recupera de uma entorse no joelho direito e Guilherme Nunes sofre com dores oriundas de uma contusão na bacia.

A escalação provável do Peixe tem: Vanderlei; Victor Ferraz, Luiz Felipe, Gustavo Henrique e Dodô; Alison, Diego Pituca e Rodrygo; Arthur Gomes (Sasha), Gabigol e Copete (Sasha).

Esporte