Lucio Flavio aponta injustiça em sua demissão do Botafogo: 'O tempo mostrou'

O Botafogo chega para a última rodada do Campeonato Brasileiro sem chance de título. Depois de liderar a competição por 31 rodadas, os alvinegros precisam vencer o Internacional, em Porto Alegre, e torcer por um tropeço de Grêmio, Flamengo ou Atlético-MG para terminar no G4, com vaga direta na fase de grupos da Libertadores.

Os cariocas sofreram queda brusca de rendimento no returno, principalmente após a saída do técnico Luís Castro. Sob o comando de Bruno Lage, Lucio Flavio e Tiago Nunes, a equipe viu a distância para os rivais acabar.

Lucio Flavio era auxiliar permanente do clube e acabou demitido após a passagem no comando da equipe. O treinador se sentiu injustiçado pela saída do Botafogo.

O treinador assumiu o comando do Fogão no início de outubro, em partida contra o Fluminense, e ficou pouco mais de um mês. O técnico deixou o Botafogo após empate contra o Red Bull Bragantino. Nesse período, foram duas vitórias, dois empates e quatro derrotas. Lucio Flavio destacou que não foi o culpado pela perda do título brasileiro.

"O tempo mostrou que não era eu o culpado, essa era uma verdade. Tanto que o time não ganhou mais nenhum jogo. O processo do futebol está muito ligado à pressão, foi o que aconteceu no meu caso", disse ao Charla Podcast.

"Eu era um funcionário do clube, fui colocado ali, sou grato pela oportunidade. Mas a questão é que eu era um auxiliar, fui colocado como treinador naquele momento. Diante de todo o cenário, o único no processo todo que foi demitido fui eu. Me senti sim injustiçado nesse sentido. Porque na questão, por exemplo, de tudo que aconteceu, em nenhum momento me falaram que eu era o técnico, que podia trazer a minha comissão técnica. Fui comunicado em Bragança. Na véspera, me disseram que eu permaneceria como auxiliar. Por isso que falo que me senti injustiçado nesse contexto, mas o clube tem todo o direito", declarou.

O Botafogo tenta acabar com a sequência de dez jogos sem vitória na Série A no encerramento da competição. O técnico Tiago Nunes ainda busca sua primeira vitória no comando da equipe alvinegra, contra o Inter, no Beira-Rio, às 21h30 (de Brasília) desta quarta-feira.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes