PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Ceni não crê em debandada no São Paulo, mas admite chance de perder jogadores

redacao@gazetaesportiva.com (Redação)

26/05/2022 08h00

Depois de mandar um recado para a diretoria do São Paulo no último domingo, o técnico Rogério Ceni voltou a falar nesta quarta-feira sobre a possibilidade do Tricolor perder jogadores no meio do ano. Após a vitória de 1 a 0 sobre o Ayacucho, o comandante afirmou que não deve haver um desmanche no elenco.

"Não acho que vai haver desmanche, pode acontecer uma venda, mas a direção tem experiências passadas que nos levam a crer que teremos coisas boas esse ano. Estamos sempre conversando. Claro que eu quero ganhar, mas sei que não é fácil nesse momento. Tem times que estão na frente, estabilizados. Tenho certeza que não haverá debandada, mas pode ser que percamos uma peça, basta visualizar o mercado para tentar repor e não deixar cair o nível de jogo", disse.

O treinador ainda revelou que teve uma conversa com o presidente Julio Casares sobre o tema e destacou que entende a necessidade de gerar caixa.

"Quando aparece uma boa oportunidade, o clube tem que pensar no lado financeiro. Conversei com o presidente, não gostaria nem que vendesse, no fim da temporada vender, mas sabemos que o clube vive uma realidade de passado recente de mau cuidado com o clube. Vamos tentar mexer o mínimo, e, se perder, se programar para trazer outro jogador para repor", completou.

Depois de empatar por 1 a 1 com o Corinthians, no final de semana, o treinador salientou que o São Paulo não deveria vender nenhum atleta com um valo abaixo de 10 milhões de euros.

A janela de transferências do futebol brasileiro volta a abrir no dia 18 de julho, com fechamento em 15 de agosto.

Enquanto as movimentações não começam, o São Paulo volta as suas atenções para o Brasileirão. Neste sábado, às 19 horas (de Brasília), o Tricolor recebe o Ceará, pela oitava rodada do torneio.

Futebol