PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Tite fala sobre altitude de Quito e minimiza números na Seleção: "Marketing pessoal"

redacao@gazetaesportiva.com (Redação)

27/01/2022 07h00

Nesta quarta-feira, um dia antes do jogo contra o Equador, o técnico Tite, da Seleção Brasileira, concedeu entrevista coletiva. Ele falou sobre a altitude de Quito e também minimizou seus bons números no comando da equipe nacional.

"A gente tem que encontrar uma estratégia para ter posse de bola, estabelecer um ritmo que possa ser adequado, sabendo das finalizações de média distância, dos lances de bola parada, da velocidade. De estarmos preparados nesse conjunto da obra. Em termos científicos, também temos um respaldo e uma orientação", disse o treinador, citando a altitude.

O auxiliar Cléber Xavier seguiu o raciocínio: "A gente já vem acompanhando desde a nossa chegada em 2016. Fizemos estudos para que a gente chegasse e conseguisse desenvolver o melhor futebol. Tivemos êxito, não só pelo resultado, mas pelo desenvolvimento do jogo. Repetimos, e esperamos que a gente faça um jogo que tenha um grande desenvolvimento nesse aspecto fisiológico".

Tite também comentou a respeito de seus números pela Seleção Brasileira - soma 68 jogos, 51 vitórias, 12 empates e cinco derrotas. No entanto, apesar de estar feliz com o desempenho, ele disse que prefere o reconhecimento do trabalho como um todo.

"Isso é marketing pessoal. Gosto, como ser humano, de ver o trabalho reconhecido. Mas o que mais me deixa feliz é nós podermos fazer com que todo o nosso grupo de trabalho crie um ambiente para que possa produzir o seu melhor, o que fazem em seus clubes. Que a gente faça trabalho de quantificação de carga, de estabelecer posições e funções, e que eles repitam o que fazem no clube. O reconhecimento desse bom desempenho me deixa muito mais feliz. Assim, conseguirei conciliar o lado humano com o profissional", explicou.

Líder das Eliminatórias, o invicto Brasil entra em campo pela primeira vez em 2022 nesta quinta-feira, às 18h00 (de Brasília), quando visita o Equador em Quito. Já na terça-feira, recebe o Paraguai, no Mineirão, às 21h30.

Futebol