PUBLICIDADE
Topo

Santos

Desejo antigo, Edu Dracena exigiu carta branca para aceitar o Santos

redacao@gazetaesportiva.com (Redação)

27/10/2021 08h00

Edu Dracena exigiu carta branca para se desligar do Palmeiras e aceitar o convite do Santos para ser o novo executivo de futebol.

Preocupado com o momento ruim do Peixe, o Comitê de Gestão entendeu que esse "choque" seria importante para o elenco e aceitou trazer Edu, de fato, como chefe do departamento. A diretoria já havia sondado o ex-zagueiro, sem sucesso, no início do ano.

Edu Dracena não deixará de se reportar ao presidente Andres Rueda e demais membros do Comitê de Gestão, mas ele pediu liberdade para tomar as principais decisões. E a resposta foi positiva.

Para topar sair do cargo de assessor especial do Palmeiras às vésperas da final da Libertadores, Edu foi motivado por essa carta branca e promessa de paz para trabalhar. Havia o receio de ocorrer o mesmo de Renato, outro ídolo do Peixe, e que pouco decidia na gestão de José Carlos Peres.

Santos