PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Herói em 1999, Marcos dá recado ao elenco: "Precisa aproveitar quando tem time"

redacao@gazetaesportiva.com (Redação)

21/09/2021 17h40

Herói do título da Copa Libertadores 1999, Marcos está na torcida pelo tricampeonato. Nesta terça-feira, dia da semifinal contra o Atlético-MG, o ex-goleiro lembrou a própria trajetória pelo Palmeiras no torneio continental e mandou um recado ao elenco comandado por Abel Ferreira.

"O que eu falaria aos jogadores é o seguinte: quando você tem um time bom e com oportunidade de disputar duas semifinais seguidas, faz tudo, porque, um dia, você vai parar e viver falando disso. Fomos campeões em 1999, chegamos na final de 2000 e na semi de 2001", disse Marcos em entrevista ao podcast Podpah.

Com Marcos como herói, o Palmeiras conquistou a edição de 1999 da Copa Libertadores sobre o colombiano Deportivo Cali nos pênaltis. Em 2000 e em 2001, o time alviverde acabou derrotado pelo argentino Boca Juniors, também nas cobranças de pênalti.

"Depois, você fica: 'Será que, se a gente feito isso ou aquilo... Já pensou ter sido tricampeão da Libertadores?' Você tem que aproveitar quando tem time. Se ficar esperando: 'No ano que vem, vou ter time de novo'. Às vezes, não. Às vezes, fica como eu: depois de 2002, fui voltar para a Libertadores em 2007", lembrou.

Marcos é o recordista de jogos (57) pelo Palmeiras na história do torneio continental e, em número vitórias (27), fica atrás apenas de Weverton. Na condição de defensor do título, com a torcida do ex-goleiro, o time alviverde enfrenta o Atlético-MG às 21h30 (de Brasília) desta terça-feira, no Allianz Parque.

"Eu evito cornetar esse elenco do Palmeiras, porque ele deu muito ao torcedor. Jogava dia sim, dia não. Você tem que dar um tempo. 'Ah, não! Já é passado!'. Não é assim a vida", disse Marcos, em alusão à tríplice coroa. "Se eu tivesse vencido a Libertadores, ficaria uns 20 dias sem jogar, na praia. E os caras estão lá", completou, irreverente.

Futebol