PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Jardine exalta Daniel Alves e diz que Santos pode repetir trajetória de Weverton

redacao@gazetaesportiva.com (Redação)

06/08/2021 01h43

Na reta final da preparação para a final olímpica contra a Espanha, André Jardine concedeu entrevista coletiva nesta sexta-feira e comentou sobre alguns dos jogadores mais importantes da Seleção Brasileira. Ao falar sobre a influência dos três atletas que ultrapassam o limite de 24 anos, o treinador exaltou Daniel Alves, em especial.

"Os três acima da idade deram experiência para a equipe, um toque de maturidade que nos faltava. A gente sofreu bastante no pré-olímpico, especialmente no sistema defensivo, que é onde carece mais de experiência. Normalmente, os goleiros mais jovens jogam menos e os zagueiros mais jovens têm baixa minutagem. A experiência só vem com o tempo e jogos decisivos", afirmou Jardine.

"Falar de Santos, Daniel Alves e Diego Carlos é falar de experiência e de jogadores já afirmados em seus clubes, talvez no auge de suas carreiras. A gente vê o Dani em uma forma física impressionante aos 38 anos, a maturidade que ele tem fala por si dentro do jogo. Decisões corretas, muito lúcido e muito experiente. Os três trouxeram um norte para os mais jovens", completou.

Em seguida, Jardine elogiou a postura do goleiro Santos e disse que o jogador pode repetir a trajetória percorrida por Weverton, titular da Seleção Olímpica em 2016, no Rio de Janeiro.

"O Santos é um atleta simples, com uma humildade incrível. Um jogador que passa serenidade e tranquilidade em sua postura, no seu jeito de treinar e jogar. Para mim, é um atleta de altíssimo nível. Quando a gente convocou ele, lembrou muito da situação que o Weverton viveu na outra Olimpíada. Ele vem com todo o apetite para buscar o seu espaço, jogadores têm essa essa motivação e almejam conquistar seus espaços na Seleção principal. Ele entendeu que, além de entrar para a história como campeão olímpico, pode mandar aquele recado para a principal: 'Estou aqui, vocês podem contar comigo também'", finalizou.

A final entre Brasil e Espanha será realizada no Estádio de Yokohama, no próximo sábado, às 8h30 (horário de Brasília)

Futebol