PUBLICIDADE
Topo

Corinthians

Corinthians deve reduzir folha em cerca de R$ 3 milhões em seis meses

redacao@gazetaesportiva.com (Redação)

11/06/2021 05h00

A despesa mensal do Corinthians com elenco e comissão técnica do futebol profissional masculino até dezembro de 2020 era de, aproximadamente, R$ 14 milhões.

Em meio ao planejamento de redução custos e criação de condições favoráveis ao caixa do clube, a atual diretoria corintiana deve confirmar uma redução de cerca de R$ 3 milhões após seis meses de gestão.

A partir de julho, a folha salarial da principal equipe de futebol do Corinthians deve ficar na casa dos R$ 11 milhões.

Em março, o clube já havia conseguido reduzir o valor em, aproximadamente, R$ 1,7 milhão com dispensas e empréstimos de atletas.

Até o final de junho, mais três jogadores devem se despedir: Jemerson, Otero e Ramiro.

Jemerson e Otero não terão os contratos renovados, enquanto Ramiro deve ser transferido ao Al Wasl por empréstimo. A equipe de Dubai aceitou assumir o salário integral do meio-campista.

A renovação do empréstimo de Davó junto ao Guarani também foi condicionada ao repasse do salário total do atacante.

Houve mais redução com a troca da comissão técnica. Sylvinho e Doriva custam menos do que o clube investia em Vagner Mancini, Anderson Batatais e Cláudio Andrade.

O Corinthians, portanto, deve alcançar, a partir de julho, uma economia na folha salarial muito próxima a 20%, meta que a atual gestão estipulou para todos os departamentos do clube.

Corinthians