PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Abel destaca Wesley e Veron e pede "pensamentos positivos" da torcida

redacao@gazetaesportiva.com (Redação)

06/03/2021 22h00

No primeiro jogo da final da Copa do Brasil, o Palmeiras contou com a participação de dois importantes jogadores que vinham desfalcando a equipe nos últimos jogos. Wesley se recuperou de uma cirurgia no joelho e começou entre os titulares, enquanto Gabriel Veron voltou de lesão muscular e entrou no segundo tempo da partida.

O retorno da dupla foi destacado pelo técnico Abel Ferreira neste sábado. O comandante português valorizou a importância dos pontas para o elenco e falou sobre cada jogador individualmente.

"Quanto mais competitiva a equipe dentro do elenco, mais preparados vamos estar para enfrentar os adversários. Os pontas são os jogadores que desequilibram, jogadores criativos que conseguem fazer a diferença, não só no Palmeiras como nos outros clubes também", disse em coletiva.

"Ele (Wesley) nos dá irreverência, velocidade, verticalidade e opções, que é o que o treinador quer. Temos tido alguns problemas com o Veron. É um jogador que temos que estudar o biótipo dele e perceber todo o contexto dentro e fora de campo para tirar o máximo rendimento dele", completou.

Veron vem sofrendo com problemas clínicos e realizou trabalhos específicos à parte nos últimos dias, mas treinou neste sábado e deve ficar à disposição na final.

O treinador também chamou a torcida para apoiar a equipe na finalíssima. Embora a presença de público no estádio não seja permitida por conta da pandemia do coronavírus, Abel pediu uma "corrente de pensamentos positivos" para os torcedores e ainda valorizou a qualidade do elenco para conquistar o título da Copa do Brasil.

"Contamos com o apoio dos nossos torcedores que estão em casa. Vamos criar uma corrente de pensamentos positivos e contamos, sobretudo, com a qualidade do nosso plantel. Amanhã (domingo), os jogadores que entrarem no campo devem ser fiéis e focados naquilo que devemos fazer e ter paz de espírito para tomar boas decisões. Normalmente o lado emocional está muito mais intenso neste tipo de jogos", declarou o técnico.

Futebol