Ex-Chelsea relembra Mundial contra o Palmeiras: 'Nos levaram ao limite'

O atacante Callum Hudson-Odoi, ex-Chelsea, lembrou do título do Mundial de Clubes de 2021 e exaltou a atuação do Palmeiras na final.

O que aconteceu

Ele afirmou à Fifa que o Alviverde fez um jogo "de igual para igual". Hoje no Nottingham Forest, ele tinha apenas 12 anos quando os Blues perderam para o Corinthians, em 2012, e foi uma das escolhas do técnico Thomas Tuchel para o time titular.

Hudson-Odoi também disse que os brasileiros levaram o Chelsea ao limite. O atacante inglês completou que foi uma "sensação" gostosa ter dado a assistência para o primeiro gol, feito por Lukaku. O Palmeiras conseguiu empatar com Raphael Veiga, mas Havertz fez na prorrogação e decretou a vitória dos londrinos por 2 a 1.

O jogo foi de igual para igual, gostei. Eles [Palmeiras] tornaram o jogo uma luta e basicamente nos levaram ao limite, foi um grande jogo. Foi uma sensação gostosa fazer a assistência para o primeiro gol e ajudar o time. Hudson-Odoi, sobre final do Mundial de 2021

"Obviamente conhecemos a história do Palmeiras, que é um grande clube. Mas nunca havíamos jogado contra eles, então o jogo foi duro. Sabíamos que ia ser, mas estávamos preparados, trabalhámos muito como equipe para criar o máximo possível de chances. Foi difícil, eles também tiveram muitas chances, mas foi bom termos saído vitoriosos", finalizou.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes