Topo

Brasileirão - 2023

Athletico vira sobre o Flamengo e mantém Sampaoli sem vencer no Brasileirão

Do UOL, no Rio de Janeiro (RJ)

07/05/2023 18h00

Classificação e Jogos

O Athletico venceu o Flamengo de virada, por 2 a 1, hoje (7), pela quarta rodada do Brasileirão, na Arena da Baixada. O Fla abriu o placar com Gabigol, de pênalti, mas o Furacão reagiu com Vitor Roque e Erick.

Foi a segunda vitória do time de Paulo Turra, que agora tem seis pontos na competição e subiu na tabela de classificação.

O Flamengo engata a terceira derrota consecutiva na Série A e permanece com três pontos. O time de Sampaoli pode até fechar a rodada na zona de rebaixamento, dependendo de outros resultados.

Sampaoli ainda não venceu com o Flamengo no Brasileirão atual, já que a vitória na primeira rodada, contra o Coritiba, foi sob o comando do interino Mário Jorge.

Na próxima rodada, o Flamengo recebe o Goiás, quarta-feira, às 20h, no Maracanã. O Athletico visita o Internacional, no Beira-Rio, às 19h, também na quarta-feira.

Gabigol alcançou Zizinho, nono maior artilheiro da história do Flamengo, com 146 gols.

Mas o camisa 10 recebeu o terceiro cartão amarelo em quatro rodadas. Todos por reclamação. Ele está suspenso e não enfrenta o Goiás.

Como foi o jogo

Controle da pressão e gol. O Flamengo começou muito bem, saindo em vantagem logo aos 14 minutos. Gabigol converteu pênalti cometido por Fernandinho em Cebolinha. O time de Sampaoli estava controlando bem o jogo, inibiu a pressão do Athletico e não passou sustos durante a maior parte da etapa inicial.

O atacante Gabigol, do Flamengo, comemora seu gol contra o Athletico-PR, pelo Brasileirão - Gabriel Machado/AGIF - Gabriel Machado/AGIF
O atacante Gabigol, do Flamengo, comemora seu gol contra o Athletico-PR, pelo Brasileirão
Imagem: Gabriel Machado/AGIF

Que choque! O Athletico tinha dificuldade de criar perigo, até que Fernandinho enxergou a movimentação de Vitor Roque entre dois defensores do Flamengo. O atacante ganhou na corrida, errou o domínio. Só que o desvio foi suficiente para tirar a bola da direção de Santos e empatar a partida, aos 28 minutos do primeiro tempo. O goleiro do Fla tentou adivinhar o destino da bola, saiu errado e deu mole na jogada.

Foi ou não foi? O Athletico reclamou de um pênalti não marcado ainda no primeiro tempo, depois de um toque de Ayrton Lucas na canela de Vitor Roque na área. A arbitragem interpretou que não houve penalidade, mesmo após checagem do VAR.

Mudanças. A primeira alteração de Sampaoli, ainda no intervalo, foi tirar Everton Ribeiro e colocar Arrascaeta. Durante o segundo tempo, o camisa 7 ficou no banco colocando gelo no pé direito.

Melhora. O Flamengo evoluiu no jogo, colocou a cabeça no lugar e passou a dominar as ações, enquanto o Athletico tentava estocadas em velocidade. Terans não jogava bem, mas ficou revoltado quando foi substituído por Pablo.

Não valeu! Vitor Roque teve um gol bem anulado pela arbitragem, aos 30 minutos do segundo tempo, já que no cruzamento que iniciou o lance havia impedimento de Pedrinho — que tocou de cabeça para o centro da área.

A virada! A jogada foi premonitória. Porque o Athletico cresceu nos minutos seguintes e alcançou a virada com Erick. Fernandinho deu passe crucial para Kellven ir ao fundo e cruzar. Na sobra do tapinha de Santos, Erick chutou para o gol vazio.

Preocupação. Santos foi atingido pelo joelho de Vitor Roque no lance do gol, uma dividida entre eles. O goleiro desmaiou, recobrou os sentidos, mas precisou ser substituído. O Flamengo não conseguiu mais reagir.

Gabigol, do Flamengo, e Fernandinho, do Athletico-PR, discutem durante jogo do Brasileirão - Rodolfo Buhrer/Reuters - Rodolfo Buhrer/Reuters
Gabigol, do Flamengo, e Fernandinho, do Athletico-PR, discutem durante jogo do Brasileirão
Imagem: Rodolfo Buhrer/Reuters

Outros lances importantes

Boa defesa! Combinação de Cebolinha e Ayrton Lucas faz com que o lateral-esquerdo do Flamengo entre em diagonal na área do Athletico, aos 21 minutos do segundo tempo. A tentativa de cruzamento desvia na zaga e obriga Bento a fazer boa defesa e mandar para escanteio.

Ele de novo! Matheus França toca rápido para Gabigol na meia-lua. O camisa 10 bate firme no canto, mas o goleiro do Athletico voa no canto e espalma, aos 22 minutos do segundo tempo.

Deu mole! Wesley perde a bola para Vitor Roque pela esquerda, o atacante athleticano avança, cruza para trás, mas o chute de Thiago Andrade vai por cima!

Ficha técnica

Athletico 2 x 1 Flamengo

Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data/Hora: 7/5/2023, às 16h (de Brasília)
Árbitro: Raphael Claus (Fifa-SP)
Assistentes: Danilo Simon Manis (Fifa-SP) e Marcelo Carvalho Van Gasse (SP)
Cartões amarelos: Erick (CAP); Gabigol (FLA), Pulgar (FLA) e Fernandinho (CAP)
Gols: Gabigol, 14'/1ºT (0-1); Vitor Roque, 28' 1ºT (1-1); Erick, 34'/2ºT (1-2)

Athletico: Bento; Khellven, Pedro Henrique, Thiago Heleno e Pedrinho; Erick (Hugo Moura), Fernandinho e Christian (Bryan Garcia); David Terans (Pablo), Rômulo (Thiago Andrade) e Vitor Roque (Canobbio). Técnico: Paulo Turra.

Flamengo: Santos (Matheus Cunha), Wesley, Fabrício Bruno, Léo Pereira e Ayrton Lucas; Thiago Maia (Victor Hugo), Pulgar, Everton Ribeiro (Arrascaeta) e Everton Cebolinha; Matheus França (Marinho) e Gabigol. Técnico: Jorge Sampaoli.