PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Novo técnico do PSG só treinou 3 clubes e levou surpresa a título francês

Christophe Galtier  - VALERY HACHE/AFP
Christophe Galtier Imagem: VALERY HACHE/AFP

Do UOL, em São Paulo (SP)

05/07/2022 09h58

O PSG anunciou nesta terça-feira (05) a contratação do francês Christophe Galtier como novo técnico do clube. Ele será o responsável por comandar uma mudança de mentalidade na equipe e gerenciar, à beira do campo, a reformulação do projeto que tem como objetivo a conquista da Champions League.

Galtier tem 55 anos e foi treinador de apenas três equipes na carreira que iniciou em 2009. Antes, foi zagueiro entre 1985 e 1999, atuando por equipes como Olympique de Marselha, Lille e Toulouse. Depois de pendurar as chuteiras, trabalhou como auxiliar.

O principal destaque do currículo como técnico profissional é o título do Campeonato Francês de 2020/21, comandando o Lille, que interrompeu uma sequência de três conquistas consecutivas do PSG.

A equipe comandada por Galtier somou 83 pontos em 38 jogos — o Paris Saint-Germain terminou com 82. A campanha do Lille teve 24 vitórias, 11 empates e somente três derrotas. Foi o quarto título do clube na história.

Início como técnico também teve taça

O trabalho como treinador começou no Saint-Étienne. Na temporada 2012/13, a terceira da carreira, foi campeão da Copa da Liga Francesa. A passagem pela equipe durou oito anos, com quase 400 partidas, entre 2009 e 2017, quando partiu justamente para o Lille, onde ficou mais quatro anos, até erguer a taça nacional.

O terceiro trabalho — o último antes de assumir o PSG — foi no Nice, e foi o mais curto, com duração de apenas uma temporada. O time terminou o Campeonato Francês em 5º, com 66 pontos, e conquistou vaga na Liga Conferência.

As passagens de Galtier nos clubes costumam ser marcadas por um estilo de jogo ofensivo. O técnico tem uma personalidade considerada forte, e sempre tenta buscar novos talentos nas categorias de base.

Polêmicas com Mbappé e Gallardo

Pouco antes de conquistar o título francês com o Lille, Galtier disse que Mbappé precisava "ter mais maturidade". O atacante não deixou barato e provocou o treinador, ainda com o campeonato indefinido. "A taça foi mais perdida pelo PSG do que vencida pelo Lille", disse.

Outra polêmica do novo técnico do PSG aconteceu quando ainda era auxiliar e trabalhava no Olympique de Marseille. Ele se envolveu em uma briga com Marcelo Gallardo, hoje treinador do River e que à época jogava pelo Monaco.

"O primeiro tempo terminou e entramos no túnel. Aí vem a emboscada. Fui um dos últimos a entrar no túnel. Quando entrei, ouvi como se algo estivesse fechando. Tinham fechado a entrada. Lá dentro estava Galtier esperando por mim", disse Gallardo.

"Ele falou um pouco comigo em espanhol e meio que agarrou meu cabelo. Eu me fiz de bobo, tirei, mas, quando eu vi que ele ia me agredir, acertei uma cotovelada", completou. O episódio gerou uma suspensão de seis meses para Galtier.

Futebol