PUBLICIDADE
Topo

Futebol

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Mauro Cezar: Palmeiras não é um time encantador, é muito competitivo

Do UOL, em São Paulo

01/07/2022 12h48

Líder do Brasileirão, o Palmeiras encaminhou sua classificação para as quartas de final da Libertadores ao vencer o Cerro Porteño fora de casa por 3 a 0, a melhor situação entre os clubes brasileiros e mais uma vez com uma partida em que o time seguiu buscando o gol depois de abrir o placar, situação que Mauro Cezar Pereira destaca como uma evolução do time de Abel Ferreira.

No podcast Posse de Bola #241, Mauro Cezar afirma que o Palmeiras está hoje muito acima do Atlético-MG, atual campeão brasileiro e que pode encontrá-lo nas quartas de final da Libertadores, destaca a competitividade do time palmeirense, mas não considera que o futebol jogado pela equipe paulista seja encantador.

"O Atlético-MG hoje está muito abaixo do Palmeiras. A gente tem aqui a mania de só olhar para elenco, não é só elenco que tem que ser olhado, tem que olhar o futebol que é apresentado, cada um dentro do seu estilo. Não é um futebol encantador, envolvente é um futebol de muita competitividade", diz Mauro Cezar.

"O Palmeiras eu não paro para ver com essa emoção toda do Arnaldo [Ribeiro], até por partes como o primeiro tempo que foi horroroso lá em Assunção. No segundo tempo sim o Palmeiras jogou, foi mais competitivo, retomou o seu estilo. Um detalhe, a grande evolução, a gente sempre falou aqui, o Palmeiras faz 1 a 0 e recua para defender resultado. Foi mudando e agora ele faz 1 a 0, faz dois, faz três, faz quatro, ele busca o gol. Esse eu acho que é o grande diferencial, o Palmeiras não é mais um time de especular com a vantagem mínima, ele busca mais gols", completa.

Para o colunista do UOL, o Palmeiras é um time que consegue levar perigo ao adversário em diferentes situações, busca hoje mais o ataque do que nas temporadas anteriores sob o comando de Abel Ferreira, mas não encanta pelo futebol que apresenta.

"Eu sempre falava aqui, tem futebol, tem material humano para isso, é uma questão de mudar a postura e mudou a postura. Esse é o grande salto, mas não chega a ser um time empolgante, que você fala 'quero ver esse Palmeiras jogar porque ele envolve o adversário'. Não é", diz Mauro.

"É em alguns momentos do jogo, com muita pressão, muito cruzamento bem feito, bola parada fortíssima, tem muita bola longa, muita ligação direta, não acho que seja um time encantador, mas é um time muito competitivo", conclui.

Posse de Bola: Quando e onde ouvir?

A gravação do Posse de Bola está marcada para segundas e sextas-feiras às 9h, sempre com transmissão ao vivo pela home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte nas redes sociais (YouTube, Facebook e Twitter).

A partir de meio-dia, o Posse de Bola estará disponível nos principais agregadores de podcasts. Você pode ouvir, por exemplo, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts, Amazon Music e Youtube --neste último, também em vídeo. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

Futebol