PUBLICIDADE
Topo

Corinthians

Classificação, liderança e dinheiro: o que está em jogo hoje ao Corinthians

Bandeira de escanteio da Neo Química Arena, casa do Corinthians - Ettore Chiereguini/AGIF
Bandeira de escanteio da Neo Química Arena, casa do Corinthians Imagem: Ettore Chiereguini/AGIF

Yago Rudá

Do UOL, em São Paulo

26/05/2022 04h00

Classificação e Jogos

O Corinthians vai a campo hoje (26), às 21h (horário de Brasília), para enfrentar uma equipe praticamente toda reserva do Always Ready, no encerramento da fase de grupos da Copa Libertadores. Estão em jogo a classificação às oitavas de final, a primeira colocação da chave e a premiação de US$ 1,05 milhão (R$ 5,08 milhões na cotação atual) paga pela Conmebol.

Com oito pontos e na segunda colocação do Grupo E, o Alvinegro chega em situação confortável na busca pelo seu objetivo. A equipe comandada pelo hoje suspenso Vítor Pereira precisa de apenas um empate contra os bolivianos para se garantir nas oitavas. O líder Deportivo Cali (também com oito pontos, mas à frente pelo saldo de gols) visita também nesta noite o terceiro colocado Boca Juniors (sete pontos) e, com nove pontos, o Alvinegro avançaria.

O foco corintiano, no entanto, está na liderança do grupo. Para isso, a equipe paulista precisa da vitória e também do tropeço colombiano na Bombonera. Em caso de vitória do Deportivo Cali, a situação fica um pouco mais complicada com o Alvinegro precisando ser superior no saldo de gols — atualmente o Cali possui +4 de saldo e o Timão 'apenas' +1.

A primeira colocação também dá aos comandados de Vítor Pereira o mando de campo no segundo e decisivo jogo das oitavas de final. Até aqui, na Copa Libertadores, o Corinthians tem atuado para um público médio de mais de 40 mil torcedores por partida — atmosfera elogiada tanto pelos atletas como pela comissão técnica portuguesa.

Na Neo Química Arena, o Timão ainda não sabe o que é ser derrotado desde que Vítor Pereira aceitou o convite do presidente Duilio Monteiro Alves para trabalhar no Brasil. São oito jogos em Itaquera, com seis vitórias e dois empates. Na Libertadores — foco do clube nesta temporada — o aproveitamento em casa é de 100% dos pontos disputados e nem um gol sequer sofrido.

Uma classificação também interfere nas finanças. Apenas pela participação na fase de grupos da Libertadores, o Corinthians já embolsou US$ 3 milhões (R$ 14,5 milhões) pagos pela Conmebol — valor que pode ser incrementado por mais US$ 1,05 milhão (R$ 5,08 milhões) em caso de classificação hoje.

A vaga às oitavas está no planejamento da diretoria, que trabalha para dar fôlego à saúde financeiro do clube — ainda mergulhado em uma dívida de quase R$ 1 bilhão. Apenas com bilheteria nos jogos da Libertadores, o Timão arrecadou mais de R$ 7,6 milhões e tem planos de dobrar a receita com o engajamento da Fiel na Neo Química Arena.

Corinthians