PUBLICIDADE
Topo

Corinthians

Tabu e moral de VP: o que está em jogo para o Corinthians no Majestoso

Vítor Pereira, do Corinthians - Alan Morici/AGIF
Vítor Pereira, do Corinthians Imagem: Alan Morici/AGIF

Yago Rudá

Do UOL, em São Paulo

21/05/2022 04h00

Classificação e Jogos

O técnico Vítor Pereira estreia amanhã (22) em um clássico na Neo Química Arena. Mesmo com quase três meses de trabalho no Corinthians e já com Majestosos e dois Dérbis na bagagem, o português terá a experiência de, pela primeira vez, dirigir o Timão diante de um rival em Itaquera. Em jogo, o tabu de jamais ter sido derrotado pelo rival em seu estádio e o retrospecto da comissão técnica alvinegra de ainda não ter ganho nem um ponto sequer nos clássicos.

Desde que assumiu o Corinthians, o treinador português enfrentou o São Paulo em duas oportunidades, ambas pelo Paulistão e no Morumbi. O Timão foi derrotado pela primeira vez, por 1 a 0, ainda na fase de grupos, e no mata-mata reencontrou o Tricolor e voltou a perder, por 2 a 1, em confronto marcado pelo amplo domínio da equipe de Rogério Ceni e também pelo cansaço apresentado pelos corintianos em campo.

O treinador também viu o Palmeiras duas vezes pela frente, uma no Allianz Parque e outra na Arena Barueri, porém com mando do Alviverde. No primeiro embate com seu compatriota Abel Ferreira, derrota por 2 a 1, em nova partida dominada pelo rival. A segunda experiência foi ainda mais dolorosa, vitória do Verdão por 3 a 0, em uma noite na qual o Corinthians contou com pelo menos quatro desfalques por problemas de saúde.

"Em Portugal, não me lembro de ter perdido um clássico, contra Sporting e Benfica, mas cheguei ao Brasil com vários clássicos, todos fora de casa, com pouco tempo de trabalho, sem perceber bem meus jogadores e os adversário e minha estatística foi pelos ares", falou o português em tom de brincadeira.

Agora, neste domingo, o Timão tem a possibilidade de acabar com a marca negativa e dar ao seu treinador a primeira vitória em um clássico. O Majestoso, válido pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro, será disputado em Itaquera e, portanto, apenas com os corintianos nas arquibancadas.

Após mais de sete anos de inauguração de seu estádio, o Alvinegro ainda não sabe o que é perder em casa para o São Paulo. Ao todo, são 15 jogos, com dez vitórias corintianas e cinco empates.

A equipe vem embalada, uma vez que a vaga ao mata-mata da Libertadores está encaminhada, classificada às oitavas de final da Copa do Brasil e lidera o Brasileirão. Além disso, a única dúvida entre os titulares é o lateral Fagner, que se recupera de entorse no tornozelo direito. No mais, Vítor Pereira terá o elenco praticamente completo à disposição para o Majestoso.

"Cabe a nós procurar que nossa imagem seja diferente no próximo clássico. Quando eu perco esse tipo de jogo, mexe comigo, não tenho o hábito de perder esse tipo de jogo. É o que é."

A bola rola amanhã, às 16h (horário de Brasília). Além da rivalidade, do tabu em Itaquera e do ego ferido de Vítor Pereira, o Majestoso também vale a liderança do Brasileirão. O Corinthians está na ponta a tabela, com 13 pontos, e o Tricolor é o terceiro, com 11.

Corinthians