PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Edenilson acusa Rafael Ramos de racismo durante Inter x Corinthians

Rafael Ramos estreia pelo Corinthians em jogo diante do Avaí, pelo Brasileirão de 2022 - Marcello Zambrana/AGIF
Rafael Ramos estreia pelo Corinthians em jogo diante do Avaí, pelo Brasileirão de 2022 Imagem: Marcello Zambrana/AGIF

Do UOL, em São Paulo

14/05/2022 21h08

Corinthians e Internacional empataram em 2 a 2 neste sábado (14), em partida válida pelo Campeonato Brasileiro, e um lance fez com que a partida ficasse por volta de cinco minutos interrompida. Aos 30 minutos do segundo tempo, Edenílson acusou o lateral Rafael Ramos de racismo.

Durante a pausa, os jogadores do Corinthians foram falar com Edenílson, que mostrava irritação com o defensor corintiano. Vale lembrar que o jogador do Inter já defendeu as cores do Timão.

Segundo o repórter Victor La Regina, do canal Premiere, o lateral Renê falou para Vítor Pereira, técnico do Corinthians, que o seu jogador foi racista: "Ele (Rafael Ramos) chamou o Edenílson de macaco".

Depois do confronto, os jogadores do Internacional deixaram o gramado sem dar nenhuma declaração. Jô, atacante do Corinthians, confirmou a acusação, mas disse que seu colega de equipe negou ter utilizado termos racistas.

"Ele acusou o Rafa de racismo, Rafa falou que não disse, disse que foi outra palavra em português de Portugal. A gente não pode acusar alguém sem ter a certeza".

O Internacional emitiu uma nota oficial confirmando a acusação e prestando apoio a Edmilson. "Mais uma vez, um lamentável caso de racismo é registrado no futebol nacional. Desta vez, em nossa casa, contra um jogador do Internacional. Na partida deste sábado (14/05), pelo Campeonato Brasileiro, Edenilson relata ter sofrido injúria racial por parte de Rafael Ramos, atleta do Corinthians. É inadmissível que ainda ocorram fatos desse tipo em 2022, não há espaço para o racismo em nossa sociedade. O Clube do Povo reitera que repudia todo e qualquer ato de preconceito e apoia o seu atleta", disse o comunicado.

"Como instituição, nos cabe primeiro saudar o profissional que é o atleta Edenilson. Os senhores o conhecem há anos, tem conduta exemplar, e ele não se prestaria a este tipo de, entre aspas, encenação, caso realmente não tivesse se sentido atingido. É bem verdade que o atleta do Corinthians foi ao vestiário do Internacional, eles conversaram e houve uma conversa sobre o ocorrido. Mas nós acreditamos, independente das declarações dadas pelo outro lado, na posição do nosso atleta. E apoiamos o Edenilson em qualquer iniciativa que ele venha a tomar", disse Emilio Papaléo Zin, vice de futebol do Inter.

A partida terminou em 2 a 2, com o Internacional ficando na frente em dois momentos da partida e com o time paulista buscando a igualdade em ambas as vezes.

O foco do Corinthians agora é na partida de meio de semana, quando encara o Boca Juniors, fora de casa, no dia 17 (terça-feira). O jogo é válido pela fase de grupos da Copa Libertadores, onde o Timão é líder com sete pontos.

Já o Inter tem pela frente o Independiente Medellín, também no dia 17, porém a partida é válida pela Copa Sul-Americana. O time gaúcho está na segunda posição do grupo.

Futebol