PUBLICIDADE
Topo

Brasileirão - 2022

Giuliano perdeu chance de perdão dos colorados ao escolher o Corinthians

Giuliano em ação pelo Corinthians no Beira-Rio - Rodrigo Coca/ Ag. Corinthians
Giuliano em ação pelo Corinthians no Beira-Rio Imagem: Rodrigo Coca/ Ag. Corinthians

Marinho Saldanha e Yago Rudá

Do UOL, em Porto Alegre e São Paulo

14/05/2022 04h00

Classificação e Jogos

Giuliano despontou no futebol nacional pelo Internacional. Egresso do Paraná, o meia foi eleito melhor jogador da Libertadores 2010 e conquistou uma série de títulos pelo Colorado. No entanto, voltou duas vezes ao país após passagens pelo exterior, numa delas optou pelo maior rival gaúcho e na outra foi para o Corinthians, magoando até um ex-companheiro e amigo.

Hoje (14), mais um encontro se apresenta no calendário. Inter e Corinthians jogam às 19h (de Brasília), no Beira-Rio, pela sexta rodada do Brasileirão. Ao ter o nome anunciado pelo sistema de som do estádio que tanto já o apoiou, certamente o meia de 31 anos não ouvirá aplausos.

Foram dois anos no Internacional logo no princípio da carreira. Ele tinha 19 anos quando custou R$ 2,3 milhões ao clube, em 2009. Virou, rapidamente, peça importante de um time que vinha embalado pela série de conquistas recentes, como a Copa Libertadores e o Mundial de 2006 e a Copa Sul-Americana em 2008.

Giuliano venceu a Copa Suruga e o Gauchão em 2009 e a Libertadores de 2010 pelo Colorado, ano em que foi eleito melhor jogador da competição em premiação da Conmebol. No fim daquela temporada, foi vendido ao Dnipro (UCR) por 10 milhões de euros (R$ 52,6 milhões na cotação atual).

Até então, sua relação com a torcida do Inter era a melhor possível. O armador sempre foi um dos prediletos dos aficionados. O problema veio em 2014. Quando decidiu voltar ao Brasil, ele aceitou oferta do maior rival do Inter, o Grêmio, e assinou contrato de quatro anos.

Ele não apenas jogou no Grêmio, mas protagonizou polêmicas. Quando marcou um dos gols do Tricolor no Gre-Nal, vencido por 5 a 0 pelo time azul, branco e preto, ele comemorou como se jamais tivesse vestido a camisa oponente. Ele já tinha marcado outro gol pelo Tricolor contra o Inter e agido da mesma forma. "Seria um desrespeito com meus colegas de equipe se eu não comemorasse", disse na ocasião.

giuliano - LUCAS UEBEL/GREMIO FBPA - LUCAS UEBEL/GREMIO FBPA
Giuliano comemora gol do Grêmio no Gre-Nal que decide o Campeonato Gaúcho
Imagem: LUCAS UEBEL/GREMIO FBPA

Em 2017, foi além e disse que "se identificava mais com o Grêmio", quando questionado sobre os dois times que defendeu em Porto Alegre. Na ocasião ele já estava atuando no Zenit (RUS).

Ainda que tudo isso estivesse na memória, o Internacional tentou reatar. Depois de passar por Rússia, Turquia e Arábia Saudita, Giuliano voltaria ao Brasil novamente, e o Colorado proporcionou a ele o "perdão" da torcida.

Até mesmo um amigo e ex-colega participou do processo. Taison, que tinha acertado retorno ao Beira-Rio, conversou com Giuliano e o convidou para retomar a dupla do passado. O meia, porém, nada respondeu ao amigo e optou pelo Corinthians. Taison, magoado, usou as redes sociais para mostrar seus sentimentos, sem citar o colega. No entanto, jamais negou que foi para ele.

"Você precisa conquistar aquilo que o dinheiro não compra. Caso contrário, você será um miserável, ainda que seja um milionário", publicou o camisa 7 e capitão do Inter que atualmente está lesionado.

No clube do Parque São Jorge, Giuliano foi bem recebido e logo caiu nas graças da Fiel. Na temporada passada, ao lado de Renato Augusto e Róger Guedes, foi a peça-chave da equipe que tirou o Alvinegro do meio da tabela e o levou à fase de grupos da Copa Libertadores deste ano.

Atualmente, o meio-campista reveza a titularidade no meio de campo graças ao rodízio implementado por Vítor Pereira no Timão. A presença de Giuliano no duelo de hoje ainda é incógnita, mas o próprio atleta deixou claro que, se entrar em campo e fizer um gol, não vai perder a oportunidade de comemorar diante de seu ex-clube.

"Tive uma história no Internacional, fui vencedor lá, e vai ser uma experiência muito boa poder voltar agora vestindo uma nova camisa, e espero que o Corinthians faça um bom jogo. Se eu fizer gol, vou comemorar. Não é desrespeito com o Internacional, e sim respeito com a entidade que eu estava defendendo", alertou o meia, líder de assistências do Corinthians na temporada, com cinco passes a gol aos seus companheiros.

FICHA TÉCNICA
INTERNACIONAL X CORINTHIANS
Data e hora
: 14/05/2022 (Sábado), às 19h (de Brasília)
Local: estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Transmissão na TV: Premiere
Árbitro: Braulio da Silva Machado (Fifa/SC)
Auxiliares: Alex dos Santos e Thiaggo Americano Labes (ambos de SC)
VAR: Emerson de Almeida Ferreira (MG)

Inter
Daniel; Bustos, Vitão, Mercado e Renê; Rodrigo Dourado, Edenilson, Carlos de Pena e Alan Patrick; David e Wanderson.
Técnico: Mano Menezes

Corinthians
Ivan (Cássio); Rafael Ramos, Robson Bambu, Gil e Bruno Melo (Lucas Piton); Du Queiroz, Cantillo e Giuliano (Renato Augusto); Gustavo Mantuan (Willian), Gustavo Mosquito (Róger Guedes) e Júnior Moraes.
Técnico: Vítor Pereira