PUBLICIDADE
Topo

Liga dos Campeões - 2021/2022

Saiba quanto Liverpool e Real já embolsaram por vaga na final da Champions

Vinicius Junior disputa bola com Trent Alexander-Arnold durante Liverpool x Real Madrid na Liga dos Campeões 2020-21 - Jan Kruger - UEFA/UEFA via Getty Images
Vinicius Junior disputa bola com Trent Alexander-Arnold durante Liverpool x Real Madrid na Liga dos Campeões 2020-21 Imagem: Jan Kruger - UEFA/UEFA via Getty Images

Do UOL, em São Paulo

06/05/2022 09h45

Classificação e Jogos

Para além de toda a glória esportiva, disputar a Liga dos Campeões também significa aos clubes ter mais dinheiro nos cofres para continuarem investindo no futebol. No caso de Liverpool e Real Madrid, finalistas da edição de 2021/22, a campanha no torneio já rendeu a cada um deles mais de R$ 550 milhões, segundo o jornal 'Marca'.

A equipe inglesa é a que mais recebeu dinheiro até agora. Foram R$ 608 milhões para os Reds, enquanto o Real embolsou R$ 554 mi desde a fase de grupos. Só a classificação para a decisão que será disputada em Paris representou R$ 81 milhões do montante total. No dia 28 de maio, no Stade de France, mais R$ 23 milhões estarão em jogo junto da taça de campeão.

Para esta temporada, a UEFA distribuiu mais de R$ 10,6 bilhões a todos os clubes que disputaram a Champions, de acordo com o jornal espanhol. Só por se classificarem para a fase de grupos, cada uma das 32 equipes recebeu R$ 82 milhões.

Nessa fase, uma vitória representava quase R$ 15 milhões nos cofres e um empate rendia R$ 5 milhões. No caminho até a final, chegar nas oitavas, quartas e semis significava, respectivamente, R$ 50 mi, R$ 55 mi e R$ 65 mi de premiação.

Além disso, cada clube também recebia uma quantia pelos direitos de transmissão e outra de acordo com o coeficiente da UEFA, uma classificação baseada na última década dos times participantes do torneio. Esse coeficiente é medido em pontos, com cada equipe acumulando até no máximo 32 e com cada ponto valendo R$ 5,8 mi.

No combinado das equipes por ligas, o Campeonato Inglês é o que mais recebeu dinheiro. Ao todo, Chelsea, Liverpool, Manchester City e United somam, juntos R$ 1,76 bilhão. Na sequência aparece o Campeonato Espanhol logo atrás, com Atlético de Madri, Barcelona, Real Madrid, Sevilla e Villareal representando R$ 1,7 bi.