PUBLICIDADE
Topo

Futebol

No Brasil, ex-companheiros mostram preocupação com estado de Rincón

Gabriel Carneiro e Vanderlei Lima

Do UOL, em São Paulo

11/04/2022 16h29

O acidente de carro que se envolveu o ex-jogador Freddy Rincón nesta madrugada, na Colômbia, repercutiu no Brasil e preocupa antigos companheiros do ídolo do Corinthians, que também jogou em Palmeiras, Santos e Cruzeiro no país. Rincón sofreu traumatismo craniano e está em estado grave, com necessidade de cirurgia.

"Cara, que notícia triste. Me deixou até em choque. O Rincón é um cara por quem eu tenho um carinho muito grande, desde o início no Palmeiras e depois no Corinthians. A única coisa que eu posso fazer agora é falar com o papai do céu, que possa estar colocando os melhores médicos para cuidar da saúde dele, para restaurar. Ele é um cara fantástico, um cara forte, então vamos estar orando. Deus queira que não seja uma coisa mais grave", disse ao UOL o ex-volante Amaral.

O acidente de Rincón ocorreu na madrugada de domingo (10) para segunda-feira (11) no bairro San Fernando, na cidade de Cali. O automóvel que o ex-jogador estava se chocou com um ônibus. Além do ex-jogador, mais três pessoas ficaram feridas: o homem que dirigia o ônibus envolvido no acidente e mais duas pessoas que estavam com Rincón no carro. Os dois veículos ficaram bastante danificados, segundo as imagens.

As notícias começaram a circular na mídia colombiana e em seguida na brasileira nas primeiras horas desta segunda. Isso pegou seus amigos de surpresa, como o ex-atacante Luizão.

Estou com o telefone dele, joguei com ele no Corinthians e no Palmeiras. Ele é que nem meu irmão, estou aqui preocupado, querendo saber. Falo com ele sempre para saber como ele está e agora eu não estou conseguindo informação. Tentei falar com o Asprilla, também. O Rincón é um cara que dentro do futebol eu levo para a vida, é um líder, a gente é muito amigo, de sair juntos, de estar juntos. A gente fica totalmente preocupado, estou sentido, é um cara que eu amo, é um amigão."

Amaral, também companheiro no Palmeiras e no Corinthians, é outro a elogiar a índole de Rincón: "Ele é uma pessoa que me dava muito conselho, até uns dias atrás eu falei com ele e tudo, brincando com ele, ele falou que estava muito feliz comigo nas redes sociais. Ele é maravilhoso."

Rincón - Shaun Botterill /Allsport - Shaun Botterill /Allsport
Rincón recebe o troféu do Mundial de 2000
Imagem: Shaun Botterill /Allsport

Rincón atuou no Corinthians entre 1997 e 2000 e em 2004, com 11 gols marcados em 158 partidas e os títulos de campeão paulista (1999), brasileiro (1998 e 1999) e mundial (2000). Com a camisa do Palmeiras foram 76 partidas e 22 gols numa passagem de três temporadas coroada com o título paulista de 1994. Por Santos e Cruzeiro o desempenho foi mais discreto, entre 2000 e 2001. Alguns dos clubes onde ele jogou enviaram mensagens de solidariedade.

De acordo com o técnico Oswaldo de Oliveira, o colombiano é sinônimo de dedicação no futebol: "O Rincón foi meu capitão, um exemplo, um cara sensacional. Profissionalismo no último grau, uma pessoa ótima. Lamentável isso [o acidente], eu fico muito triste com esse acontecimento e vamos rezar para que as coisas aconteçam da melhor maneira e ele consiga se recuperar completamente."

Rincón foi hospitalizado pela manhã e levado para cirurgia já à tarde. "Todos os cuidados pertinentes serão aplicados e toda nossa equipe de especialistas estará à disposição para tudo o que for necessário. A situação é crítica", disse Laureano Quintero, médico do hospital Clínica Imbanaco, onde o ex-jogador está internado.

Futebol