PUBLICIDADE
Topo

Flamengo

Pênalti não batido por Gabigol na Supercopa causa estranheza no Flamengo

Gabigol comemora gol do Flamengo sobre o Atlético-MG na Supercopa - ALEXANDRE NETO/PHOTOPRESS/ESTADÃO CONTEÚDO
Gabigol comemora gol do Flamengo sobre o Atlético-MG na Supercopa Imagem: ALEXANDRE NETO/PHOTOPRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

Leo Burlá

Do UOL, em Cuiabá (MT)

21/02/2022 04h00

Classificação e Jogos

A decisão de deixar o pênalti decisivo nos pés de Vitinho causou enorme estranheza e um quê de decepção no Flamengo, que perdeu para o Atlético-MG a Supercopa do Brasil.

Ídolo máximo da torcida e cobrador de primeira linha, Gabigol converteu sua penalidade durante a série de cinco batidas, mas não pegou a bola em um momento crucial. De acordo com apuração do UOL Esporte, a postura do camisa 9 não foi bem compreendida no vestiário, embora não tenha havido nenhuma cobrança direta ao jogador.

  • Veja análises e últimas notícias do futebol no Posse de Bola com Mauro Cezar Pereira, Arnaldo Ribeiro, Juca Kfouri e Eduardo Tironi

Quando foram iniciadas as cobranças alternadas, alguns rubro-negros que estavam no banco sinalizaram para Gabigol ir para a cobrança. Diego Alves gesticulou, houve até alguma hesitação, mas o meia foi para a marca da cal. Na cobrança, defesa de Éverson e taça para o Galo.

Na entrevista coletiva, Paulo Sousa contemporizou e evitou dar margem para alguma polêmica, porém o assunto martela a cabeça de jogadores e dirigentes desde o apito final em Cuiabá.

"Decidimos os cinco primeiros e a ordem dos cinco. Decidimos com todo o elenco. Após esses cinco, as decisões foram tomadas entre eles e por quem se sentisse melhor", disse o português.

Vitinho, é bom ressaltar, é considerado um dos jogadores com a melhor batida no elenco, mas a sensação geral é que a responsabilidade cabia ao artilheiro do time.

Na saída do campo, Diego, um dos capitães do Fla, fez questão de exaltar a coragem do companheiro e corroborou a tese de que foi uma decisão coletiva.

"Confiamos nos jogadores, ficou decidido pelo Vitinho. Parabenizo a coragem dele por ter ido lá e assumido a responsabilidade. Bater um pênalti já é dificil, dois é ainda mais. Temos de seguirem frente", afirmou o camisa 10 à Globo.

Após o vice-campeonato, o Fla volta suas atenções para o Carioca. Na quarta (23), a equipe encara o Botafogo, às 20h, no Nilton Santos.

Atacante se manifesta

Por meio de suas redes sociais, Gabigol deixou uma mensagem sugerindo trabalho em grupo e não mencionou a questão da penalidade.

"Seguimos trabalhando e JUNTOS como sempre! Obrigado, Senhor, por tudo", postou o goleador.

Flamengo