PUBLICIDADE
Topo

Chelsea

Mendy vai da 4ª divisão francesa ao melhor do mundo em 7 anos

Mendy, do Chelsea, foi eleito o melhor goleiro do mundo pela Fifa no prêmio The Best - TOBY MELVILLE/Premier League - Chelsea v Liverpool
Mendy, do Chelsea, foi eleito o melhor goleiro do mundo pela Fifa no prêmio The Best Imagem: TOBY MELVILLE/Premier League - Chelsea v Liverpool

Bernardo Gentile

Do UOL, no Rio de Janeiro

17/01/2022 18h08

Édouard Mendy foi eleito o melhor goleiro do mundo nesta segunda-feira (17) em premiação da Fifa, em Zurique. Quem o vê no auge da carreira pode imaginar que sua trajetória no futebol sempre foi em grandes clubes, mas os fatos são bem diferentes. É que o goleiro construiu sua carreira vivendo cada etapa do esporte e com direito a uma ascensão incrível.

Hoje com 29 anos, Mendy ralou muito até chegar ao Chelsea e ser um dos principais nomes na conquista da última Liga dos Campeões. Para se ter uma ideia, até seus 22 anos ele defendia o modesto Cherbourg, da 4ª divisão francesa. O bom trabalho rendeu uma evolução incrível que culminou com o prêmio de melhor goleiro do mundo na temporada 20221/22.

Após ficar por três temporadas no Cherbourg, Mendy ficou desempregado por quase dois anos. O dinheiro não era o suficiente e ele se viu obrigado até a trabalhar em outras profissões. Tudo mudou a partir do momento em que passou no teste para o time b do Olympique de Marselha.

Ele passou a integrar o elenco e, mais que isso, ter oportunidades no time titular. Foi o suficiente para engrenar sua carreira e ter novas oportunidades. Em 2017, foi emprestado ao Stade Reims onde finalmente conseguiu a sequência que precisava. Foi titular absoluto por duas temporadas e campeão da Ligue 2 até ser contrato em definitivo para o Rennes, da elite francesa.

Édouard Mendy se estica todo para fazer defesa em jogo do Chelsea - JOHN SIBLEY/Action Images via Reuters - JOHN SIBLEY/Action Images via Reuters
Imagem: JOHN SIBLEY/Action Images via Reuters

Foi preciso uma grande temporada para mostrar ao Chelsea que era o nome que os londrinos precisavam ter no elenco. Em setembro de 2020, o clube anunciou sua contratação por R$ 157 milhões até 2025. Curiosamente, o senegalês seguiu o mesmo caminho de Peter Cech, que virou ídolo nos Blues após defender o Rennes.

E não demorou para o sucesso chegar no Chelsea. A conquista da Liga dos Campeões ocorreu logo em maio, meses após sua chegada no clube. O bom desempenho o deixou em evidência e o transformou em ídolo no Senegal. Ele foi recebido com muita festa, principalmente por crianças, ao chegar no país no fim do ano passado.

Atualmente, Mendy está com a seleção do Senegal, que disputa a Copa Africana de Nações. A seleção está na vice-liderança do Grupo B atrás de Guiné - os dois primeiros passam de fase.

Chelsea