PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Acomodar CR7? Fifa usa 3-3-4 em seleção do ano e vira alvo de piadas; veja

Time ideal da Fifa, que se deu com votação de jogadores, teve quatro atacantes: Lewandowski, Messi, Cristiano Ronaldo e Haaland - Reprodução/Twitter
Time ideal da Fifa, que se deu com votação de jogadores, teve quatro atacantes: Lewandowski, Messi, Cristiano Ronaldo e Haaland Imagem: Reprodução/Twitter

Do UOL, em São Paulo

17/01/2022 17h07

Uma das curiosidades do Fifa The Best, evento anual da principal entidade do futebol que aconteceu nesta tarde, foi a seleção do ano divulgada ao público.

Isso porque a votação do "time ideal" foi realizada por mais de 20 mil jogadores espalhados pelo mundo, diferente do que ocorreu nas premiações individuais, em que houve a participação de jornalistas. Diante disto, os telespectadores notaram algumas distorções.

O primeiro fato "estranho" foi a presença do goleiro Donnarumma, que perdeu para Mendy no quesito de melhor goleiro do ano. O italiano, campeão da Eurocopa com sua seleção, fez parte dos 11 atletas do ano.

Outro fator que despertou a confusão foi a ausência de Salah, do Liverpool, que era um dos três finalistas ao prêmio de melhor jogador do mundo - ao lado de Messi e Lewandowski.

Por fim, a "inusitada" formação de 3-3-4 para a montagem da equipe virou alvo de brincadeiras dos torcedores. Sem laterais, o time conta com dois centroavantes (Haaland e Lewandowski) e com a dupla Messi-Cristiano Ronaldo no setor ofensivo. Para alguns brasileiros, aliás, a ousada tática se deu para "acomodar" o português do Manchester United na lista.

A seleção foi a seguinte: Donnarumma; Alaba, Ruben Dias e Bonucci; Jorginho, Kanté e De Bruyne; Cristiano Ronaldo, Haaland, Lewandoski e Messi.

Veja algumas reações:

Futebol