PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Atlético-MG e Diego Costa acertam rescisão e atacante está livre no mercado

Diego Costa exibe o troféu do Campeonato Brasileiro conquistado pelo Atlético-MG - Pedro Souza/Atlético-MG
Diego Costa exibe o troféu do Campeonato Brasileiro conquistado pelo Atlético-MG Imagem: Pedro Souza/Atlético-MG

Victor Martins

Colaboração para o UOL, em Belo Horizonte (MG)

07/01/2022 12h13

A passagem de Diego Costa pelo Atlético-MG chegou ao fim, menos de cinco meses depois de ser anunciado pelo clube mineiro. Tempo curto, mas o bastante para o atacante colocar mais dois troféus no currículo: o Campeonato Brasileiro e a Copa do Brasil. Com a rescisão, o atacante, que é um dos principais alvos do Corinthians, fica livre no mercado.

Desde a reta final da temporada passada o camisa 19 já dava sinais de que não seguiria na Cidade do Galo. Diante do Bragantino, pela 37ª rodada do Brasileiro, na partida da entrega do taça o próprio atacante falou que não tinha certeza se ficaria no Atlético, apesar de ter contrato até dezembro de 2022.

A partir de então o rumor sobre uma possível saída de Diego Costa só ganhou força, até que nesta sexta-feira (7) aconteceu o acerto entre clube e jogador para a rescisão do vínculo. A informação foi dada pelo repórter Vinicius Nicoletti, da ESPN, e confirmada pelo UOL Esporte.

No Atlético, Diego Costa tinha um salário de R$ 16 milhões por ano somente no contrato registrado na CBF, dentro da Consolidação da Leis Trabalhistas (CLT). Com direitos de imagem, o pagamento de Diego Costa era de R$ 1,4 milhão por mês. O valor da multa rescisória era o tempo restante do contrato. Mas como as duas partes tinham o interesse mútuo em encerrar o vínculo, ninguém terá de pagar a multa. Atlético e Diego Costa devem confirmar o fim da parceria até segunda-feira.

Diego Costa deixa o Atlético com 19 partidas disputadas e cinco gols marcados.

Futebol