PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Após casos de covid no Chelsea, Tuchel critica Premier: 'Sem segurança'

Thomas Tuchel, técnico do Chelsea, reage durante final da Champions - Alex Caparros - UEFA/UEFA via Getty Images
Thomas Tuchel, técnico do Chelsea, reage durante final da Champions Imagem: Alex Caparros - UEFA/UEFA via Getty Images

Josué Seixas

Colaboração para o UOL, em Maceió

19/12/2021 15h01

O técnico Thomas Tuchel não poupou críticas à Premier League após o empate do Chelsea contra o Wolverhampton, pelo placar de 0 a 0. Os Blues solicitaram à liga o adiamento da partida por conta de sete casos de covid dentro do elenco, mas tiveram o pedido negado e entraram em campo com poucas opções no banco de reservas.

"Nós falamos muito sobre segurança e sobre proteger os jogadores, mas não tenho certeza de que fizemos isso hoje e assim vamos seguindo", disse Tuchel à Sky Sports após a partida. "O surto vai parar, mas é difícil saber. Se amanhã tivermos mais testes positivos, eu gostaria de falar com as pessoas da Premier League para perguntar o que eles esperam e o que eles esperavam que acontecesse", continuou.

Tuchel acrescentou, ainda, que vê a possibilidade de o time não entrar em campo na quarta-feira, contra o Brentford, pela Carabao Cup.

"Esperamos que o surto pare, não há mais nada o que fazer. Deveríamos parar e não comparecer no próximo jogo? Quando eles nos fizerem jogar contra o Brentford, deveríamos não comparecer? Deveríamos parar de treinar? O que devemos fazer? Está claro o que queríamos. Não quero falar sobre isso. Eu disse minha opinião e todo mundo pode ter uma", criticou.

Antes da partida, o técnico alemão já havia criticado a escolha da Premier League. "Estamos desapontados, um pouco com raiva. Estou preocupado do ponto de vista médico. Nós tivemos quatro dias consecutivos de casos confirmados. Como isso vai parar se estamos em um ônibus e em reuniões juntos? Nós temos sete casos positivos, pedimos para não jogar para colocarmos a situação sob controle, mas foi rejeitado", lamentou.

A rodada da Premier League, inclusive, só teve quatro jogos disputados. Todos os outros foram adiados por conta de surtos de covid dentro dos elencos.

Futebol