PUBLICIDADE
Topo

Flamengo

Maurício admite ano abaixo do esperado e vê calendário como vilão no Fla

Do UOL, no Rio de Janeiro

06/12/2021 22h50

Classificação e Jogos

Após a derrota por 1 a 0 para o Santos, o técnico Maurício Souza, do Flamengo, concordou que o adeus ao Maracanã frustrou as expectativas da torcida e admitiu que o ano termina de forma inesperada.

Interino desde a demissão de Renato Gaúcho, o técnico voltou a ressaltar a impossibilidade de tempo para treinar e evitou colocar carga sobre a preparação física, que foi muito questionada esse ano.

"Apontar o dedo para um setor só é completamente injusto. Tínhamos de rever o calendário. Se falar que o Fla jogou de três em três dias, vão falar que é desculpa, mas é a verdade. Eu pensaria no todo, não fomos bem em vários setores. Independentemente dos desfalques, o Flamengo entrou sempre com equipe forte. Não sou eu quem decide quem fica, é a diretoria. Mas eu não vou apontar o dedo para um só setor. Todo mundo sabe que foi um ano abaixo das nossas expectativas", disse ele.

O treinador disse que a maratona de jogos e as mudanças de comando deixam pouca base para que a futura comissão técnica inicie um trabalho, e destacou que só um tempo mais folgado fará com que a equipe atinja um ponto bom:

"Vai chegar uma comissão nova, ela vai ter tempo, os atletas virão de férias. Virão novas ideias, novas metodologias, enfim, a gente sabe que não pode cometer os mesmos erros. A gente torce para não ter o mesmo calendário, para que tenhamos mais tempo".

Na quinta-feira (9), o Fla visita o Atlético-GO, 21h30, no Estádio Antônio Accioly. Já em ritmo de férias, a tendência é que a equipe seja totalmente reserva em Goiânia.

Flamengo