PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Ex-jogador italiano lembra briga com CR7: "Ronaldo só tem um, o Fenômeno"

Cristiano Ronaldo comemora gol que colocou o Manchester United no mata-mata da Champions - JOSE JORDAN / AFP
Cristiano Ronaldo comemora gol que colocou o Manchester United no mata-mata da Champions Imagem: JOSE JORDAN / AFP

Colaboração para o UOL, em Maceió

05/12/2021 11h12

O ex-jogador italiano Antonio Cassano e Cristiano Ronaldo não se dão bem. Segundo o italiano, após declarações suas de que 'Ronaldo só existe um, o Fenômeno' e que 'Messi é muito melhor do que Cristiano Ronaldo', o português se sentiu no direito de lhe enviar mensagens para questionar as declarações.

"O Cristiano me escreveu pedindo mais respeito por tudo que conquistou e pelos gols que fez e pelo que representou. Não tenho medo de falar a verdade, enfrento o mundo inteiro, do Papa ao última pessoa na terra", disse Cassano ao canal de Christian Veri na Twitch, BoboTv.

"Eu disse ao Cristiano Ronaldo que dizer que Ronaldo só existe e é o 'Fenômeno', e que Messi é muito melhor que ele, não é desrespeito. Eu estava dizendo a ele a verdade sobre os fatos, que Messi é muito melhor do que ele e que Ronaldo é apenas um", relembra.

Ele continuou a história e disse que seu número foi passado por um assessor de imprensa, que o solicitou ao goleiro Buffon, companheiro de CR7 na época de Juventus.

"Liguei para Gigi Buffon e perguntei se ele tinha dado meu número para alguém. Ele confirmou que deu meu número para o assessor de imprensa e ele deu para Cristiano. Ele me mandou mensagens dizendo 'Eu tenho muito dinheiro, tenho marcou mais de 750 gols Você só marcou 150 em toda a sua carreira'. Eu disse o que penso e não acho que seja ruim, é uma opinião pessoal, porque ele fez isso comigo", continuou Cassano.

"Estava pensando porque uma pessoa faz algo assim. Cristiano Ronaldo tem de tudo, vive sereno, calmo e relaxado, ao invés de ir ver o que dizem ou não falam de você, faça como Lionel Messi, dê exemplo feito ele, que é uma pessoa que não dá a mínima para o mundo inteiro", finalizou.

Futebol