PUBLICIDADE
Topo

Flamengo

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Rocha: ‘Flamengo lembrou os piores tempos do time com o Rogério Ceni’

Do UOL, em São Paulo (SP)

03/12/2021 23h20

Classificação e Jogos

Jogando em Pernambuco na noite desta sexta-feira (3), o Flamengo acabou ficando no empate de 1 a 1 com o Sport pelo Brasileirão Série A 2021. O resultado levou o Rubro Negro aos 71 pontos na tabela de classificação do campeonato.

Na Live do Flamengo, transmitida pelo UOL Esporte após os jogos do Rubro-Negro, os jornalistas Renato Maurício Prado e André Rocha debateram o desempenho da equipe dentro de campo e não pouparam críticas.

"Esse foi um jogo de solteiros e casados ou de pelada de final de ano. Foi absolutamente medonho o que os dois times fizeram na Arena Pernambuco. O primeiro tempo até que deu uma enganada, se mostrou animado, mas o segundo deu preguiça. A sensação que eu tive é que ninguém queria estar mais ali. O Sport já está rebaixado e o Flamengo é vice, não tem chance de perder o segundo lugar e nem de chegar no primeiro", começou dizendo Renato Maurício Prado.

"Realmente foi um jogo muito duro de assistir. Eu acho que o melhor que o Flamengo pode fazer nas últimas rodadas é liberar todos os titulares e colocar os juniores para jogar. Eles, pelo menos, vão ter mais vontade. Hoje eu vi jogadores do Flamengo de cara feia o tempo todo dentro de campo", completou.

Em seguida, André Rocha deu a sua visão geral sobre a partida e avaliou o Flamengo de maneira mais profunda.

"Ao longo do jogo, lembrei de quando o Maurício Souza comandou o time no Campeonato Carioca, enquanto que o Rogério Ceni treinava os titulares, e ambos disseram que tinham uma certa identificação de visão de futebol, de armar os times e o que vimos hoje foi exatamente isso. O Flamengo hoje lembrou muito os piores momentos do time com Rogério Ceni, inclusive até na escalação", introduziu.

"Quando não tinha Éverton Ribeiro, Arrascaeta e Gabigol naquele período da Copa América, o Ceni armava o time do mesmo jeito, com Pedro, Bruno Henrique no ataque, Vitinho fazendo algo parecido com Éverton e o Michael aberto pela esquerda. A própria sequência do jogo lembrou muito, pressão, marcando no campo de ataque, perdendo muitos gols... No segundo tempo, o time vai caindo porque não suporta o físico e vai cansando, cedendo espaços, as substituições não surtem efeitos", afirmou Rocha.

Por fim, o comentarista ainda completou falando sobre a dispersão da equipe no decorrer da partida.

"Foi mais um jogo daqueles. Em relação à dispersão, esse é um time que sempre teve momentos de desconcentração e um certo desleixo. Em um jogo como esse, era de se esperar. A atuação não foi nada além do que o Flamengo foi em vários momentos na temporada", declarou.

A próxima edição da Live do Flamengo será na segunda-feira (6), logo após a partida contra o Santos, pelo Brasileiro. Você pode acompanhar a live pelo Canal UOL, no app Placar UOL, na página do Flamengo no UOL Esporte ou no canal do UOL Esporte no YouTube.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Flamengo