PUBLICIDADE
Topo

Flamengo

Renato Gaúcho chora após derrota, e Flamengo avalia interrupção imediata

Renato Gaúcho, técnico do Flamengo, durante a final da Libertadores em Montevidéu - REUTERS
Renato Gaúcho, técnico do Flamengo, durante a final da Libertadores em Montevidéu Imagem: REUTERS

Leo Burlá

Do UOL, em Montevidéu

28/11/2021 00h02

O técnico Renato Gaúcho já adotou tom de adeus no vestiário do Flamengo após a perda da Libertadores para o Palmeiras. O time foi derrotado por 2 a 1 hoje (27), no Estádio Centenário, em Montevidéu, no Uruguai.

Com lágrimas nos olhos, o treinador adotou tom de despedida com os atletas, pois já sabe que seu contrato, que termina no dia 31 de dezembro, não será renovado. A informação foi inicialmente publicada pelo GE e confirmada pelo UOL.

A direção já dava indícios claríssimos de que o vínculo não seria ampliado, mas evitava colocar mais lenha na fogueira antes da decisão no Uruguai. A princípio, a ideia era deixá-lo no comando até o fim da temporada.

Agora, a questão é quando o fim do relacionamento será oficializado. Na terça, o Fla encara o Ceará, e agora ninguém na Gávea ousa afirmar se Renato estará no banco.

A pressão para sua saída é principalmente externa. Durante a partida contra o Palmeiras, sem nem mesmo esperar o resultado final, a torcida flamenguista tornou o pedido pela saída do técnico o assunto mais comentado do Twitter no Brasil.

O termo #ForaRenatoGaucho subiu entre os trend topics logo após Rafael Veiga, do Palmeiras, abrir o placar contra a equipe carioca logo aos 5 minutos de jogo depois de uma assistência de Mayke. Ao final, o Palmeiras venceu o Flamengo por 2 a 1 para chegar ao tricampeonato continental.

Flamengo