PUBLICIDADE
Topo

Vasco

Vitória atropela e segue vivo contra rebaixamento; Vasco fica na Série B

Marcinho, do Vitória, comemora seu golaço sobre o Vasco logo aos 57 segundos do primeiro tempo - Thiago Ribeiro/AGIF
Marcinho, do Vitória, comemora seu golaço sobre o Vasco logo aos 57 segundos do primeiro tempo Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF

Do UOL, no Rio de Janeiro

10/11/2021 23h21

Classificação e Jogos

Quem deu o Vitória como morto na Série B pode se enganar. Em uma desesperadora luta contra o rebaixamento para a Série C, o Rubro-Negro fez o seu dever, atropelou o melancólico Vasco por 3 a 0 em São Januário (RJ) e, com resultados favoráveis na rodada, se manteve bem vivo na disputa a três rodadas do término da competição. Os gols foram marcados por Marcinho (2) e Thalisson.

Já o Cruzmaltino encerrou qualquer possibilidade matemática de acesso, que já era praticamente impossível. O time atuou sob fortes vaias e xingamentos ao longo de quase toda a partida dos poucos torcedores que se fizeram presentes.

Ao Vitória restam os seguintes decisivos duelos: Cruzeiro (domingo, em casa); CRB (dia 22, fora); Vila Nova (dia 28, em casa). Já ao Vasco ainda há: Vila Nova (segunda, fora); Remo (dia 19, em casa); Londrina (dia 28, fora).

Quem foi bem - Marcinho

Fez um golaço no primeiro tempo e cobrou com categoria um pênalti na segunda etapa, deixando o Vitória vivo na competição.

Quem foi mal - Todo o Vasco, menos Nenê e Riquelme

Difícil apontar um único jogador. Praticamente todos os jogadores do Vasco foram mal, com exceção de Nenê e o jovem Riquelme.

Cano apagado

Até Cano, que em diversos momentos salvou o Vasco, atravessa uma má fase e novamente teve uma má atuação, também sendo cobrado pelos torcedores.

Atuação do Vasco

Uma coisa pavorosa e triste aos olhos dos torcedores do Vasco. Jogadores desanimados, displicentes e demonstrando erros primários, de futebol de várzea.

Atuação do Vitória

O time do técnico Wagner Lopes teve o roteiro inicial perfeito para se aproveitar do ambiente de São Januário. Fez um gol com menos de um minuto do primeiro tempo e teve "a seu favor" as vaias e os protestos dos torcedores vascaínos contra sua equipe. Após o tento, porém, o Vitória recuou excessivamente e saiu nos contra-ataques, mas sentia falta de qualidade ofensiva. No segundo tempo, atuou com inteligência, se aproveitou do nervosismo do adversário e "fechou o caixão" fazendo mais dois gols.

Cronologia do jogo

João Pedro e Leandro Castán disputam lance em Vasco x Vitória pela Série B - Thiago Ribeiro/AGIF - Thiago Ribeiro/AGIF
Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF

O Vitória abriu o placar logo aos 57 segundos do primeiro tempo com um golaço de fora da área de Marcinho. O 2 a 0 chegou aos 23 minutos do segundo tempo, de cabeça, com Thalisson. Para fechar o caixão, Marcinho cobrou pênalti com categoria e fez o 3 a 0 aos 32 minutos do segundo tempo.

"Uh, tá maneiro! MT é cachaceiro!

Jovem revelado na base e que apresentou alguns problemas de indisciplina que o fizeram retornar para o sub-20, MT não foi perdoado pelos torcedores do Vasco. Após um erro grotesco do jogador, a torcida cantou: "Uh, tá maneiro! MT é cachaceiro!".

Vaias para Castan, Marquinhos Gabriel, Bruno Gomes, Lucão...

Difícil foi identificar quem acabou poupado das vaias e xingamentos dos vascaínos. Os mais atingidos foram o goleiro Lucão, o zagueiro Leandro Castan e os meias Marquinhos Gabriel, Bruno Gomes e Andrey.

...E para Salgado e Pássaro também

A diretoria também não escapou dos protestos. O presidente Jorge Salgado foi extremamente xingado assim como o diretor-executivo Alexandre Pássaro, que está com seu cargo ameaçado.

Clima melancólico em São Januário

O Vasco colocou 20 mil ingressos disponíveis para a partida, mas apenas 810 foram emitidos. Somente o setor social foi aberto para os poucos vascaínos e o setor visitante recebeu 75 torcedores do Vitória. A já conhecida fraca iluminação de São Januário deu o tom ainda mais melancólico ao jogo.

A chegada do Vasco

FICHA TÉCNICA

VASCO 0 X 3 VITÓRIA
Local: São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)
Hora: 21h30 (horário de Brasília)
Competição: 35ª rodada da Série B
Árbitro: Caio Max Augusto Vieira
Auxiliares: Jean Marcio dos Santos e Lorival Candido das Flores
VAR: Pablo Ramon Goncalves Pinheiro
Cartões amarelos: Wálber, Andrey, Gabriel Pec, Cano (VAS); Eduardo, Fernando Neto (VIT)
Cartões vermelhos: Nenhum
Gols: Marcinho, aos 57 segundos do primeiro tempo (VIT); Thalisson, aos 23 minutos do segundo tempo (VIT); Marcinho, aos 32 minutos do segundo tempo (VIT)

Vasco: Lucão; Bruno Gomes, Walber (Romulo), Leandro Castan e Riquelme; Andrey, MT (Morato) e Marquinhos Gabriel; Nenê, Cano e Gabriel Pec (Galarza). Técnico: Fernando Diniz.

Vitória: Lucas Arcanjo; Raul Prata, Wallace, Thalisson e Roberto (Renan Luís); João Pedro, Fernando Neto (Soares) e Eduardo (Cedric); Marcinho (Alisson Santos), Fabinho e David (Caíque Souza). Técnico: Wagner Lopes.

Vasco