PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Richard se posiciona sobre demissão no Athletico-PR: 'Decisão radical'

Richard e Gabriel Baralhas disputam lance em Atlético-GO x Athletico-PR pela Copa do Brasil - Heber Gomes/AGIF
Richard e Gabriel Baralhas disputam lance em Atlético-GO x Athletico-PR pela Copa do Brasil Imagem: Heber Gomes/AGIF

Do UOL, em São Paulo

28/10/2021 18h31

Classificação e Jogos

Informado que estava fora dos planos do Athletico-PR para a reta final desta temporada e que seria devolvido ao Corinthians, o volante Richard se posicionou sobre o caso, criticou o presidente Mario Celso Petraglia pela decisão do rompimento do contrato e afirmou estar sendo vítima de uma injustiça no clube.

O Athletico-PR acusa Richard de ter deixado a Arena da Baixada antes do fim do jogo contra o Fluminense, no dia 17 de outubro, após ter sido substituído no intervalo. A alegação é de que o jogador ficou insatisfeito com a mudança já que havia iniciado o confronto como titular. Ao fim da partida, o volante foi sorteado para realizar o exame anti-doping e não estava no estádio.

O meio-campista refuta a versão do Athletico-PR. Em nota divulgada à imprensa e compartilhada em suas redes sociais, o jogador explica que se queixou de náuseas e tontura à comissão técnica. Depois, foi autorizado por Bruno Ramos — supervisor de futebol do Furacão — a deixar o estádio e procurar um hospital já que o médico do clube estava no banco de reservas para acompanhar o segundo tempo.

Ainda na versão de Richard, foi o próprio supervisor do clube que o buscou em casa e o levou de volta à Arena da Baixada para a realização do exame, assim que a CBF realizou o sorteio. No dia seguinte ao jogo contra o Fluminense, o atleta treinou normalmente sem ser interrogado sobre o episódio. Apenas dois dias após o ocorrido é que Richard recebeu a notícia da diretoria de que seria desligado do clube.

"Estou sendo vetado de integrar o grupo que tanto batalhou para alcançar essas duas finais. Me entristeço, pois não existe um motivo coerente para a decisão radical do presidente do Athletico-PR, muito menos qualquer consideração do lado humano, pois fui tratado como um desertor", escreveu o jogador em nota.

O atleta estava emprestado ao Furacão até o fim desta temporada e depois retornaria ao Corinthians, com quem tem contrato até dezembro de 2022. O departamento jurídico do Alvinegro e também os empresários do jogador estudam o que pode ser feito no caso. No entanto, há a possibilidade de Richard voltar a treinar no CT Joaquim Grava com o técnico Sylvinho, mas sem a possibilidade de jogar as partidas finais do Brasileirão, já que disputou 20 jogos pelo Athletico.

Futebol