PUBLICIDADE
Topo

Corinthians

Corinthians paga R$ 3,1 mi para encerrar processos de agentes de atletas

Entrada do Parque São Jorge, sede do Corinthians - Reprodução/Wikipedia
Entrada do Parque São Jorge, sede do Corinthians Imagem: Reprodução/Wikipedia

Thiago Braga e Yago Rudá

Colaboração para o UOL e do UOL, em São Paulo

27/10/2021 04h00

Classificação e Jogos

O Corinthians firmou um acordo com o De Faro Caraciolo Advogados pela quitação de quatro ações movidas pelo escritório na Justiça. Os processos dizem respeito às dívidas com os empresários dos meias Junior Sornoza, Matheus Pereira e também do volante Maycon. Ao todo, o clube pagará R$ 3.111.408,40 e se livrará dos débitos. O dinheiro já está sob posse do Tribunal de Justiça de São Paulo.

A negociação foi uma saída encontrada pelo Corinthians e pelo escritório para garantir o pagamento aos empresários e evitar o prolongamento dos processos no Tribunal. Em contrapartida, os advogados concordaram em dar um desconto de aproximadamente 15% em relação ao que era cobrado. Por sua vez, o Alvinegro se livra das ações, de eventuais juros e multas por atraso, e evita novos bloqueios de suas receitas.

Nos últimos meses, o escritório havia conseguido reter verbas de patrocínio e direitos de transmissão que seriam pagas ao Corinthians, mas acabaram nos cofres da Justiça. Em três depósitos, a TV Globo pagou um montante de R$ 3.452.677,10 após ser citada nos processos. A Ambev e a Positivo depositaram, respectivamente, R$ 108.215,52 e R$ 16.250,00.

Como o Corinthians dificilmente conseguiria reverter as decisões da Justiça, o clube aceitou as penhoras, formalizou o acordo com o escritório e não precisará desembolsar nada de seus cofres para se livrar das pendências. Todos os pagamentos serão realizados com os valores levantados nos processos. Resta apenas os juízes de cada uma das quatro ações homologarem o acordo.

"O Sport Club Corinthians Paulista fez acordos para encerrar os quatro processos em andamento pelos valores já depositados nos autos, com desistência de pedidos de eventuais diferenças", informou o Corinthians em nota a pedido do UOL Esporte.

Entenda a divisão

Ao todo, o Corinthians pagará R$ 1.480.957,41 a B2F Marketing Esportivo LTDA, dos empresários Bruno Misorelli e Fulvio Misorelli, pela renovação do contrato do volante Maycon e a posterior venda do meio-campista ao Shakhtar Donetsk, da Ucrânia.

A GT Sports Assessoria Esportiva LTDA, do empresário Thiago Ferro, receberá R$ 400.000,00 pela venda do meia Matheus Pereira ao Empoli, da Itália. A Escansette Sports LTDA, do empresário Bernardo Escansette, terá direito a R$ 486.339,72 pelos direitos de imagens devidos pelo clube ao meio-campista Junior Sornoza.

Por fim, o escritório De Faro Caraciolo Advogados ficará com R$ 743.111,27 pelos serviços prestados nas quatro ações movidas contra o Corinthians.

Corinthians