PUBLICIDADE
Topo

Santos

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Maurício Barros: 'Vejo com bons olhos a chegada do Edu Dracena ao Santos'

Do UOL, no Rio de Janeiro (RJ)

28/10/2021 04h00

O Santos recebeu o Fluminense na Vila Belmiro, ontem (27), e venceu por 2 a 0, saindo da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro. A vitória aconteceu após mudanças no departamento de futebol do Peixe, que foram anunciadas nos últimos dias.

Na Live do Santos, transmitida pelo UOL Esporte após os jogos do Peixe, os jornalistas Gabriela Brino e Maurício Barros debateram as recentes movimentações nos bastidores do clube.

"Nestes últimos dias, o Santos estava mais movimentado que qualquer outra coisa. Saíram Andre Mazzuco [diretor de futebol] e Jorge Andrade [gerente de futebol], os dois eram do departamento de futebol. Toda a parte executiva do futebol era deles. Depois da derrota para o América-MG, o Santos já estudava a possibilidade de mudanças. O Carille foi mantido, e optaram por demitir Mazzuco e o Jorge para trazer um homem forte do futebol e um cara mais identificado com o clube. E veio Edu Dracena, de volta para o Santos", disse Gabriela Brino.

A repórter acredita que o ex-jogador, que teve uma vitoriosa passagem pelo Peixe, pode ajudar o time a mudar o atual cenário. Dracena esteve na equipe da Vila Belmiro entre 2009 e 2014, conquistando o Paulista de 2010, 2011 e 2012, a Copa do Brasil de 2010, a Libertadores de 2011 e a Recopa Sul-Americana de 2012.

"Foi uma coletiva boa, na minha visão. Passou muita clareza e confiança. Está totalmente inteirado do que está acontecendo no Santos. Estava no Palmeiras, um clube muito bem financeiramente, e vai para um clube contrário no momento, lutando contra a zona de rebaixamento e financeiramente muito diferente. Apesar disso, disse que está pronto para o desafio, animado com o retorno", contou.

"Acho que é um cara que pode ajudar muito internamente. Não só, necessariamente, na parte do futebol, mas acho que, mais que isso, vai ajudar nas partes mais internas, questão de vestiário, jogador, psicológico. Inclusive, hoje já conversou com o elenco. Se foi ele ou não foi, algo deu certo. Esse 2 a 0 veio com gosto", completou.

Maurício Barros, então, contestou qual foi a intenção da cúpula do Santos com essas mudanças no departamento de futebol.

"A demissão dos outros dois dirigentes, e a chegada de um novo dirigente, dá para entender que existe um movimento em relação a um conceito, uma estratégia? Por que não deu certo com os dois que saíram e pode dar certo com o Dracena? O que o Santos busca neste movimento? Corrigir o quê?".

"A impressão é que a diretoria queria dar uma resposta ao torcedor na linha: 'Estamos nos movimentando, tentando mudanças para que isso melhore e tenha alguém identificado com o clube', para que fique claro que está tentando mudar positivamente o clube", indicou.

Barros voltou a pedir a palavra e perguntou se as demissões, e a contratação de Dracena, eram apenas para acalmar o torcedor e trazer um "escudo".

"Mas oferecer cabeças para acalmar o torcedor e trazer um escudo? Ou [Mazzuco e Andrade] não eram do ramo e trouxeram um cara do ramo, que conhece futebol dentro e fora de campo?".

"O Jorge Andrade acho que estava com um caminho meio 'pré andado' de saída desde que o Mazzuco chegou. Mazzuco chegou para assumir o departamento. Trabalharam juntos um tempo, mas acho que o Jorge já balançava. Trabalhou com o Mazzuco, mas o Mazzuco que tomava as decisões, e o Jorge ficava ao lado, mas com menos força. Mazzuco era um cara que tinha tranquilidade no clube. A saída dele foi um pouco surpreendente porque, de fato, era algo que não se esperava que fosse mexer agora. De fato, o que pensavam era que o Carille podia cair. A diretoria deu esse apoio ao Carille e preferiu mudar o pessoal do futebol para trazer esse cara identificado", apontou.

O jornalista também acha que Edu Dracena é um nome que pode engrenar um bom trabalho na Vila Belmiro.

"Vamos aguardar. [Dracena] Chega, de fato, com identidade, com entrada diferente no vestiário, dos jogadores. E é alguém que tem grande carreira como jogador, e construiu uma reputação como capitão, com posturas corretas, o que é algo bastante importante. Vejo com bons olhos a chegada do Dracena", finalizou.

A próxima edição da Live do Santos será no sábado (30), logo após a partida contra o Athletico-PR, pelo Brasileiro. Você pode acompanhar a live pelo Canal UOL, no app Placar UOL, na página do Santos no UOL Esporte ou no canal do UOL Esporte no Youtube.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Santos