PUBLICIDADE
Topo

Copa do Brasil - 2021

Arnaldo Cezar Coelho critica VAR em Flamengo x Athletico: 'Árbitro acuado'

Ex-árbitro e comentarista da Globo disparou contra atuação da tecnologia na semifinal da Copa do Brasil - Friedemann Vogel/Fifa via Getty Images
Ex-árbitro e comentarista da Globo disparou contra atuação da tecnologia na semifinal da Copa do Brasil Imagem: Friedemann Vogel/Fifa via Getty Images

Do UOL, em São Paulo

28/10/2021 12h32

Classificação e Jogos

Considerado um dos mais importantes árbitros brasileiros da história, Arnaldo Cezar Coelho criticou a interferência do VAR na vitória de 3 a 0 do Athletico-PR sobre o Flamengo, em duelo disputado ontem e válido pela semifinal da Copa do Brasil - o time paranaense garantiu a vaga na final do torneio.

Para ele, a atuação da tecnologia para checar lances capitais da partida prejudicou o desempenho de Wilton Pereira Sampaio, responsável pelo apito no confronto que se deu no Maracanã.

"Ontem mais uma vez assistimos a um árbitro, e dos melhores, apitar acuado", iniciou Arnaldo, antes de justificar a sua crítica.

"[Wilton] marcou um pênalti, anulou outro e trocou a cor do cartão, tudo isso numa merecida vitória do Athletico Paranaense contra o Fla", completou o ex-árbitro, enfatizando o mérito da equipe paranaense.

O primeiro lance que Arnaldo destacou foi o pênalti para o Athletico-PR. Ainda antes dos dez minutos de partida, Filipe Luís deu um toque em Renato Kayzer dentro da área. Inicialmente, Wilton não assinalou a infração, porém, após consultar a televisão, considerou o choque como faltoso e marcou a penalidade.

Em relação à anulação citada pelo ex-árbitro, trata-se de um lance no ataque do Flamengo. O juiz viu um pênalti de Thiago Heleno sobre Bruno Henrique, mas foi chamado para consultar o VAR e, três minutos depois, verificou que não houve nada de anormal.

Por fim, Arnaldo considerou injusta a expulsão do lateral Khellven, do Athletico, já nos minutos finais da partida. Após pisão em Ramon, o jogador recebeu amarelo de Wilton, mas novamente a tecnologia mudou a decisão da arbitragem e ele deixou o campo mais cedo.