PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Opção de Abel, Gómez já foi lateral-direito no Milan e no próprio Palmeiras

Diego Iwata Lima

De São Paulo

27/10/2021 04h00

Classificação e Jogos

Abel Ferreira, por enquanto, não tem laterais direitos no Palmeiras para a final da Copa Libertadores, à exceção do garoto Gustavo Garcia, que tem poucos minutos como profissional. Mayke recupera-se de artroscopia, Gabriel Menino sofreu entorse no tornozelo esquerdo e Marcos Rocha está suspenso.

Se improvisar parece ser um caminho sem volta, que isso seja feito com alguém que já atuou por ali. E aí aparece o nome de Gustavo Gómez.

Ao longo da vitória sobre o Sport por 2 a 1, o zagueiro Gustavo Gómez apareceu no campo de ataque do Palmeiras. E conforme aponta o mapa de calor dele no site de estatísticas SofaScore, muito pela direita, quase como um lateral. Os números corroboram a atuação do jogador pelo setor, que tentou quatro cruzamentos no jogo —acertou apenas um.

Na coletiva após a vitória sobre o Sport, por 2 a 1, indagado pelo UOL se tal movimentação já era um ensaio para um possível aproveitamento de Gómez pela lateral, Abel tentou desconversar, disse que dá liberdade ao jogador para avançar e que ele tem que sentir o jogo, se tem espaço, se pode ir à frente. Mas, demonstrando que já estudou o assunto, disse: "Vocês não sabem, mas ele já jogou como lateral antes [de chegar ao Palmeiras]". O que o Abel talvez não saiba é que Gómez também já jogou como lateral pelo Palmeiras.

Gustavo levou baile de Marlos Moreno

Foi há quase três anos, em 28 de outubro de 2018, que o paraguaio ficou no setor por pouco mais de dez minutos e atuou muito mal. Naquela tarde, contra o Flamengo, no Maracanã, Felipão também não tinha laterais e improvisou primeiramente Luan. Mas, aos 34min da segunda etapa, o camisa 13 saiu para a entrada de Gómez.

Ainda frio, ele tomou drible de Marlos Moreno com menos de um minuto em campo, no lance que resultou no gol de empate carioca. E seguiu levando baile do colombiano até o fim da partida. Torto pelo setor, perdia todas na corrida, até pela falta de hábito de correr na direção do próprio gol, algo que zagueiros não fazem, mas que laterais são forçados a fazer o tempo todo.

No Milan, recebeu aplausos em jogo importante

No Milan, a reportagem achou registro de uma partida de Gómez como lateral-direito. Mas foi em um jogo importante, no qual ele arrancou aplausos dos torcedores no Giuseppe Meazza.

Em 21 de maio de 2017, o paraguaio foi titular no 4-4-2 ortodoxo do técnico Vicenzo Montella em partida contra o Bologna. O que significa dizer que o hoje jogador do Palmeiras esteve mais preocupado em formar a última linha defensiva de seu time do que em apoiar a chegada ao ataque.

E mesmo assim, de acordo com o relato do jornal italiano La Repubblica sobre o jogo, arrancou aplausos da torcida ao dar um chapéu, com o calcanhar, sobre um jogador adversário.

O Milan bateu o Bologna por 3 a 0, com gols de Honda, Deulofeu e Lapadula. O resultado devolveu a tradicional equipe do norte da Itália a uma competição europeia depois de um hiato de três anos: conseguiu vaga na terceira fase da pré-Liga Europa ao terminar o Campeonato Italiano em sexto lugar.

Mesmo com o jogador fora de sua função habitual, esse talvez tenha sido o melhor dos 20 jogos de Gómez pelos rossoneri —12 como titular.

Futebol