PUBLICIDADE
Topo

Atlético-MG

Atlético-MG isola discurso de 'já ganhou' e prega respeito ao Fortaleza

Arana e Réver comemoram um dos gols do Atlético-MG na vitória sobre o Fortaleza na Copa do Brasil - Pedro Souza/Atlético
Arana e Réver comemoram um dos gols do Atlético-MG na vitória sobre o Fortaleza na Copa do Brasil Imagem: Pedro Souza/Atlético

Henrique André

Do UOL, em Belo Horizonte

27/10/2021 04h00

Apesar de o Atlético-MG "voar" na temporada, comissão técnica e jogadores alinham o discurso e, a cada entrevista, jogam balde de água fria naqueles que alimentam clima de "oba oba" no alvinegro, líder isolado do Brasileirão e semifinalista da Copa do Brasil. Apesar de ter aberto larga vantagem no jogo de ida, o Galo rechaça o rótulo de já estar garantido na decisão do mata-mata e prega respeito ao Fortaleza para o duelo de hoje (27), às 21h30 (de Brasília), na Arena Castelão.

No duelo de ida, disputado na semana passada em Belo Horizonte, o Galo venceu o Leão do Pici por 4 a 0 e deu passo importante para fazer sua terceira final de Copa do Brasil. Contudo, mesmo podendo perder por até três gols de diferença, respeito ao adversário e também às histórias inusitadas reservadas pelo futebol é obrigação no elenco. Cuca, o comandante, tem papel fundamental nisso.

"Tem que tomar muito cuidado com esse jogo de quarta-feira [hoje]. Entrar com os dois olhos bem abertos com a disposição igual ao adversário que tem um grande time", destacou o técnico, que acumula 57 partidas nesta segunda passagem pelo Atlético-MG — soma 37 vitórias, 13 empates e apenas sete derrotas.

"Se alguém pensa que tem algo decidido, não tem nada decidido, futebol é muito perigoso. Tudo é muito perto, sucesso e fracasso e a gente tem que tomar muito cuidado. Humildade, feijão com arroz é o que a gente vai fazer na quarta. Eu tenho muito cuidado com as coisas, sabe. E, sinceramente, tenho muito respeito a esse tipo de jogo", acrescentou.

Jogadores seguem discurso

Autor do gol que deu a vitória sobre o Cuiabá, no último domingo (24), o volante Jair também acredita que o Galo não pode perder o foco e nem a humildade nesta reta final de temporada. Entrevistado na Cidade do Galo, ele classificou a vantagem conquistada sobre o Fortaleza como "pequena" e, por isso, não acredita que Cuca abrirá mão de ter força máxima em campo nesta noite.

"A gente tem uma pequena vantagem, mas é importante respeitar o Fortaleza, que vem fazendo um grande ano. Precisamos encarar a partida como uma decisão. Acredito que seja escalado força máxima. Não tem nada ganho. Vamos entrar ligados e sabemos que vai ser um jogo duro", destacou.

Sobre a campanha no Brasileirão, Jair também destaca que é preciso ter calma para não sair do trilho. Com 59 pontos, o Atlético-MG é o líder isolado e, contra o Flamengo, pode abrir 16 do grande concorrente ao caneco que não vai para a sala de troféus do clube desde 1971.
"Eu só vou ficar tranquilo depois que o campeonato terminar. Temos pontos de vantagem, mas temos que encarar cada jogo como uma decisão, respeitando os adversários. Estamos fazendo um grande trabalho e não podemos desligar", concluiu.

Poupa ou não poupa?

A grande dúvida, mesmo com o discurso de Jair, é se Cuca usará ou não força máxima contra o Fortaleza. Sem o zagueiro Nathan Silva, que já defendeu o Atlético-GO na Copa do Brasil, Réver deve ser acionado pelo treinador. Mariano, que segue entregue ao departamento médico, se prepara para voltar à equipe no duelo contra o Flamengo; com isso, Guga terá nova oportunidade entre os onze. O volante Allan, suspenso, também ficou na capital; Savarino, com dores no púbis, também não estará no Castelão.

Pendurado e correndo o risco de ficar de fora do primeiro jogo da decisão, caso o Galo avance, o argentino Matías Zaracho deve ser poupado no Castelão. Nacho Fernández, Keno e Hulk podem ser preservados e iniciar entre os suplentes. Porém, sem pistas do que se passa na cabeça de Cuca, pelo menos por enquanto tudo é mera especulação.

FICHA TÉCNICA:

FORTALEZA x ATLÉTICO-MG
Motivo: Jogo de volta das semifinais da Copa do Brasil
Data: 27 de outubro de 2021 (quarta-feira)
Horário: 21h30 (de Brasília)
Local: Arena Castelão, em Fortaleza (CE)
Árbitro: Vinicius Gonçalves Dias Araújo (SP)
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse (Fifa/SP) e Daniel Paulo Ziolli (SP)
VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (Fifa/SP)
Transmissão: Globo, Première e SporTV. O Placar UOL também acompanha o duelo em tempo real.

FORTALEZA: Marcelo Boeck; Éderson, Titi e Matheus Jussa; Daniel Guedes (Edinho), Felipe, Ronald, Matheus Vargas e Bruno Melo; Romarinho e David. Técnico: Vojvoda

ATLÉTICO-MG: Everson; Guga, Réver, Alonso (Rabello) e Arana (Dodô); Calebe (Alan Franco), Jair, Zaracho (Alan Franco) e Nacho (Dylan); Keno (Vargas) e Hulk (Diego Costa). Técnico: Cuca

Atlético-MG