PUBLICIDADE
Topo

Atlético-MG

Cuca completará 200 jogos pelo Atlético-MG em 'momento mágico' na temporada

Em duas passagens, o técnico Cuca já acumula 199 partidas no comando do Atlético-MG - Pedro Souza/Atlético
Em duas passagens, o técnico Cuca já acumula 199 partidas no comando do Atlético-MG Imagem: Pedro Souza/Atlético

Henrique André

Do UOL, em Belo Horizonte

18/09/2021 04h00

Classificação e Jogos

Comandante do Atlético-MG na conquista do maior título da história do clube, a Libertadores de 2013, o técnico Cuca vive momento mágico também na segunda passagem pelo Alvinegro, iniciada em março deste ano. Hoje (18), inclusive, o treinador de 58 anos completará 200 partidas pelo clube pelo qual criou identidade ímpar.

A partir das 19h (de Brasília), o Galo encara o Sport, no Mineirão, e busca chegar aos 45 pontos no Campeonato Brasileiro, mantendo-se bem isolado na liderança da competição mais importante do país. Pela frente, os donos da casa terão um adversário desesperado. Com 17 pontos, o rubro-negro amarga posição ingrata na zona de rebaixamento.

Comandando o Atlético-MG numa temporada em que a equipe já conquistou o Estadual, é semifinalista de Libertadores e Copa do Brasil e lidera a Série A, Cuca acumula 111 vitórias como técnico do Galo. Foram também 43 empates e outras 45 derrotas. A estreia aconteceu em 10 de agosto de 2011, na derrota por 2 a 1 para o Botafogo, em casa.

Um ano complicado

E foi justamente naquela temporada que o Atlético deu provas de que confiava no trabalho do curitibano. Na última rodada do Campeonato Brasileiro, quando o Galo já havia eliminado o risco de rebaixamento, a grande chance de mandar o rival Cruzeiro para a Segunda Divisão se tornou pesadelo.

Em jogo disputado na Arena do Jacaré, o time celeste, então comandado por Vágner Mancini, fez história na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas. Numa tarde inesquecível, a Raposa venceu por 6 a 1, permaneceu na elite e eternizou o placar na memória dos torcedores.

Reconstrução em 2012

Em 2012, com a torcida atleticana iniciando a temporada de costas para o campo, o Atlético-MG precisava dar resposta imediata. O título mineiro veio para abrir um novo caminho. No Brasileirão, com a chegada de Ronaldinho Gaúcho e de outros reforços, o time voou e só ficou atrás do Fluminense, findando como vice-campeão.

Glória máxima em 2013

Na temproada seguinte, em 2013, veio a glória. Além do bicampeonato estadual, a equipe atleticana, bem mais madura, fez o que para muitos parecia impossível na Libertadores. Virando placares, avançando em jogos heroicos e com desejo imenso de fazer história, os mineiros conquistaram o inédito título. Com certeza, o maior dos 113 anos desde a fundação.

Proposta da China

Antes de embarcar para o Mundial, no Marrocos, Cuca recebera proposta irrecusável do Shandong Luneng, da China. Assim que disse "sim" aos chineses, o técnico comunicou à diretoria que saíria do clube após o torneio —isso, inclusive, teria criado um clima ruim a partir daquele momento.

Contudo, mesmo assim, Cuca foi ao Mundial de Clubes. Lá, viu a equipe sucumbir diante dos donos da casa, o Raja Casablanca, nas semifinais. Os planos de encarar o Bayern de Munique na decisão foram para o espaço.

Retorno em 2021

Com a saída de Jorge Sampaoli para o Olympique de Marselha, Cuca foi o nome escolhido pela atual diretoria do Galo para comandar o ambicioso projeto de voltar a ser o melhor time da América do Sul.

Oito anos após a saída, o técnico chegou a Belo Horizonte sob muitos olhares de desconfiança e rejeitado por parte da torcida. Contudo, prestes a completar o 200º jogo, ele caiu novamente nos braços da Massa e tem a chance de se tornar o maior técnico da história do Alvinegro.

Em 46 duelos disputados até o momento (em 2021), ele alcançou 31 vitórias, 9 empates e apenas seis derrotas. O time marcou 73 gols e sofreu apenas 26.

Ficha Técnica:
Atlético-MG x Sport-PE

Motivo: 21º rodada do Campeonato Brasileiro
Data: 18 de setembro de 2021 (sábado)
Local: Mineirão, em Belo Horizonte
Horário: 19h (de Brasília)

Arbitragem: Vinicius Gonçalves Dias de Araújo, auxiliado por Marcelo Carvalho Van Gasse e Daniel Paulo Ziolli; todos paulistas. VAR: Péricles Bassols Pegado Cortez (SP).

Atlético-MG: Everson; Guga, Nathan Silva, Junior Alonso e Guilherme Arana (Dodô); Allan, Tchê Tchê, Matías Zaracho e Nacho Fernández (Keno); Diego Costa (Vargas) e Hulk. Técnico: Cuca.

Sport-PE: Mailson; Hayner, Rafael Thyere, Sabino, Sander; Marcão, Ronaldo (Betinho), Hernanes, Everton Felipe; Mikael e Tréllez (Paulinho Moccelin). Técnico: Gustavo Florentín.

Transmissão: Première. O Placar Uol também acompanha o duelo em tempo real.

Atlético-MG