PUBLICIDADE
Topo

Santos

Santos: 'Melhorou, mas há espaço para muito mais', diz Carille após derrota

Gabriela Brino

Colaboração para UOL, em Santos

15/09/2021 00h22

Classificação e Jogos

O técnico Fábio Carille explicou as mudanças do Santos após a derrota por 1 a 0 para o Athletico-PR, nesta noite (15), na Vila Belmiro, que culminou na eliminação do time na Copa do Brasil. A defesa foi o setor mais prejudicado com as ausências. Luiz Felipe e Kaiky, lesionados, Robson Reis, com entorse no tornozelo, e Emiliano Velázquez, que não foi inscrito, não ficaram à disposição.

Sem muitas opções, o treinador santista decidiu utilizar Vinicius Balieiro improvisado ao lado de Wagner Leonardo. O jovem meia teve seu desempenho aprovado como defensor.

"Dificilmente vocês vão me ver lamentando ausências, mas, sim, passando confiança. A partir do momento que eu sabia disso, elaboramos o time. Maior mudança no posicionamento foi o Balieiro, e ele respondeu muito bem. Seguro, tranquilo... Tomamos gol de bola parada, numa sobra. Fora isso, ele foi muito bem com o Wagner. Temos que buscar soluções, não lamentar", disse Carille em entrevista coletiva.

Apesar da eliminação, Carille viu muitos pontos positivos no Santos, como a organização. Entretanto, também viu o time com muitos espaços, o que facilitou a troca de passes do Furacão na intermediária.

"[notei] Muitas coisas positivas, apesar de três treinos. Organização melhor, mas quero melhorar a compactação. Acho que o time está longe. Com quem contratamos, como o Velázquez, que me dará orientação atrás, vamos melhorar. O grupo é bom e vamos nos tornar fortes com mais trabalho e organização. Pressão na bola tem que melhorar, trocas de corredor, triangulação, aproximação... Melhorou, mas há espaço para muito mais", acrescentou.

Com a derrota, o Santos disputará apenas o Campeonato Brasileiro, onde não vive bom momento. O Peixe é o 13º colocado na tabela, com apenas 23 pontos, flertando com a zona de rebaixamento.

Santos