PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Com um a menos, Flamengo goleia Grêmio por 4 a 0 em volta de Renato à Arena

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

25/08/2021 23h28

Classificação e Jogos

Renato Gaúcho voltou a Porto Alegre e não teve dó do Grêmio. Hoje (25), o Flamengo fez 4 a 0 pelo jogo de ida das quartas de final da Copa do Brasil. A partida teve dois tempos distintos, mesmo com a expulsão de Isla pouco antes do intervalo. O cenário se inverteu em favor do Rubro-Negro, que passou a controlar o time de Felipão e encaminhou classificação à próxima fase na etapa final. Nos acréscimos, Vanderson agrediu Vitinho e recebeu cartão vermelho direto.

Bruno Viana abriu o placar no início do segundo tempo, num gol que fez o adversário desabar. Michael ampliou, Rodinei marcou nos acréscimos e Vitinho completou de pênalti já aos 52 minutos da etapa final.

O Grêmio, que fez bom primeiro tempo, não soube reagir ao jogo a partir da expulsão de Isla. E o Flamengo foi letal ao aproveitar um adversário exposto cada vez mais ao longo da segunda etapa.

Os dois times voltam a se enfrentar em 15 de setembro, no Maracanã. O Fla pode até perder por três gols de diferença que avança de fase. O vencedor do duelo encara Athletico-PR ou Santos na semifinal.

No final de semana, Grêmio e Flamengo jogam no sábado (28). O time de Renato visita o Santos, às 19h (horário de Brasília), enquanto a equipe comandada por Felipão recebe o Corinthians, às 21h.

Quem foi bem: Bruno Viana

O zagueiro viveu noite de herói. Criticado por parte da torcida, Viana encontrou problemas na hora da disputa com o ataque do Grêmio, especialmente no primeiro tempo. Mas, no ataque, abriu caminho para a vitória ao finalizar dentro da grande área, após escanteio, com calma de um atacante.

Quem foi mal: Isla

O lateral direito levou dois amarelos e acabou expulso ainda no primeiro tempo. O chileno foi peça nula no ataque e, assim como toda defesa, ofereceu espaços generosos antes do intervalo. Exposto, levou advertência em lances parecidos —contra Ferreira e Alisson.

Renato cria procissão no banco antes do jogo

A cena era inevitável. Poucos segundos antes de a bola rolar, Renato Gaúcho foi procurado pelos jogadores do Grêmio. O treinador, que ficou cinco anos à frente do time gremista, ainda foi abraçado por funcionários da equipe de Porto Alegre. A imagem foi de uma grande fila à espera do contato com o adversário da noite.

Grêmio surpreende e assusta com o "simples"

A escalação do Grêmio, com três volantes, indicou um caminho que não foi tomado pelo time em campo. Com menos de um minuto, Villasanti mostrou qual função ganhou para a noite. Híbrido, o paraguaio ajudou o time da casa a assustar o Flamengo com pressão e construções rápidas. O "simples" 1-2, ou a tabelinha, fez nascer ataques perigosos.

Flamengo espera e decepciona no início

O primeiro tempo do Flamengo foi bem abaixo do esperado. Talvez surpreso com o Grêmio, o time foi passivo e ficou longe do gol defendido por Gabriel Chapecó. E quando tentou pressionar, deixou a defesa exposta. O cenário só não foi pior por causa do adversário, que não teve capacidade de ser mais agudo quando pôde.

Gustavo Henrique e Arão discutem no intervalo

Na saída de campo ao final do primeiro tempo, as câmeras do SporTV flagraram um bate-boca entre jogadores do Flamengo. Gustavo Henrique e William Arão se estranharam durante a caminhada rumo ao vestiário. Diego apareceu entre os dois e chegou a empurrar o cabeludo para acalmar os ânimos. A discussão continuou durante o trajeto rumo aos túneis da Arena.

Michael sai do banco para incendiar

Com a lesão de Bruno Henrique no primeiro tepmo, Michael saiu do banco para mudar o jogo. Com um a menos, o Fla foi puxado pelo camisa 19, que marcou um gol, descolou um pênalti e levou a zaga gremista ao desespero com sua velocidade e jogo incisivo.

Renato muda o Fla e jogo vira

Diego e De Arrascaeta foram sacados no intervalo e, com Matheuzinho e Thiago Maia, o Flamengo fechou a frente da área. A postura defensiva, por ter um jogador a menos, também ajudou a virar o tabuleiro do jogo. O gol de Bruno Viana, no início da etapa final, favoreceu ainda mais a nova estratégia de Renato Gaúcho.

Felipão vai para o tudo ou nada

Com a missão de atacar, por ter um jogador a mais, o Grêmio se viu com problemas. O time não soube aproveitar a vantagem numérica contra um adversário fechado e ainda levou gol em escanteio. Diante do cenário, Scolari apertou o botão do tudo ou nada com Campaz no lugar de Lucas Silva e, pouco depois, Diego Souza na vaga de Thiago Santos. O Grêmio não ganhou poderio ofensivo e, ao mesmo tempo, se desorganizou em campo, para ser nocauteado por um Flamengo com efetividade impressionante na segunda etapa.

FICHA TÉCNICA
GRÊMIO 0 X 4 FLAMENGO

Data e hora: 25/08/2021 (quarta-feira), às 21h30 (horário de Brasília)
Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)
Árbitro: Vinicius Gonçalves Dias (SP)
Auxiliares: Daniel Ziolli (SP) e Evandro de Melo Lima (SP)
VAR: Rodrigo Ferreira do Amaral (SP)
Cartões amarelos: Lucas Silva (GRE); Diego, Isla (FLA)
Cartão vermelho: Vanderson (GRE); Isla (FLA)

Grêmio: Gabriel Chapecó; Vanderson, Rodrigues, Kannemann e Rafinha; Thiago Santos (Diego Souza), Lucas Silva (Campaz), Villasanti, Douglas Costa (Ferreira) e Alisson (Luiz Fernando); Borja
Técnico: Luiz Felipe Scolari

Flamengo: Diego Alves, Isla, Gustavo Henrique, Bruno Viana e Filipe Luís; Willian Arão, Diego (Thiago Maia), Everton Ribeiro (Vitinho), De Arrascaeta (Matheuzinho) e Bruno Henrique (Michael); Gabigol (Rodinei)
Técnico: Renato Gaúcho

Futebol