PUBLICIDADE
Topo

Futebol

André revela "segredo" de Renato Gaúcho: "Não é só questão tática"

Para o atacante do Sport, Renato é o melhor técnico do Brasil atualmente - Thiago Ribeiro/AGIF
Para o atacante do Sport, Renato é o melhor técnico do Brasil atualmente Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF

Colaboração para o UOL, em São Paulo

05/08/2021 12h21

Não é novidade que Renato Gaúcho, como técnico, era um sonho antigo do Flamengo - e, desde que chegou à Gávea, vem correspondendo às altas expectativas que os rubro-negros tinham em relação a ele: 100% de aproveitamento em cinco partidas, com 24 gols marcados e apenas três sofridos. Muitos comentaristas têm tentado desvendar o "mistério" que faz o Flamengo de Renato encantar tanto em comparação com o time comandado por Rogério Ceni, que tinha praticamente os mesmos jogadores à disposição e, mesmo conquistando o Campeonato Brasileiro de 2020, a Supercopa do Brasil de 2021 e o Carioca desse mesmo ano, não conseguiu encher os olhos dos torcedores. Quem deu uma dica sobre a "magia" de Renato foi o atacante André, que jogou no Grêmio entre 2018 e 2020 sob o comando do atual técnico do Flamengo.

Em entrevista dada na última quarta-feira (4) ao Camisa 21, canal do YouTube do comediante Bolívia, o atleta, atualmente no Sport, disse que Renato sem dúvidas é o melhor técnico do Brasil, e que a questão vai muito além do esquema tático montado pelo treinador. "Ele é muito honesto, muito sincero com os jogadores. A imprensa fica com essa brincadeira de 'André Balada', mas eu sou um cara que treino bastante, chego sempre cedo, e o Renato valoriza muito isso, o dia a dia do treinamento".

André contou um pouco mais sobre a convivência com o técnico: "Foi um cara que sempre me passou confiança, sempre contando aquelas histórias dele, que ele era muito bom".

Uma das percepções da torcida do Flamengo e de algumas pessoas da imprensa era de que Rogério Ceni não tinha o grupo de jogadores na mão e apresentava dificuldades de comandar um elenco tão estrelado como o do Flamengo. André garante que, com Renato, a situação é completamente diferente. "Para gerir grupo, não tem igual a ele, não", finalizou.

Futebol