PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Com avanço na Copa do Brasil, Flu terá calendário apertado até setembro

Gabriel Teixeira comemora seu gol diante do Criciúma, em vitória do Fluminense por 3 a 0 na Copa do Brasil - Jorge Rodrigues/AGIF
Gabriel Teixeira comemora seu gol diante do Criciúma, em vitória do Fluminense por 3 a 0 na Copa do Brasil Imagem: Jorge Rodrigues/AGIF

Colaboração para o UOL, em São Paulo

02/08/2021 04h00

Classificação e Jogos

A vaga nas quartas de final da Copa do Brasil após a vitória por 3 a 0 diante do Criciúma, seguida de uma derrota por 2 a 1 no jogo de ida, foi um alívio para a torcida e o elenco do Fluminense. Além da classificação, no entanto, o técnico Roger Machado também ganhou um quebra-cabeças para agosto e setembro, já que o calendário do Tricolor estará ainda mais apertado no período.

Somente neste mês, o Flu tem ao menos seis jogos marcados, cinco pelo Campeonato Brasileiro e um pela Copa Libertadores, pela volta das oitavas de final da competição.

Se conquistar, no Maracanã, a classificação diante do Cerro Porteño-PAR, após vitória por 2 a 0 na ida, o Tricolor terá mais duas datas nas quartas: 12 e 19 de agosto, diante do Barcelona de Guayaquil-EQU.

Além desta sequência, ainda há o jogo contra o Juventude pelo Brasileirão, que seria no último sábado e foi adiado devido ao duelo contra o Criciúma, as rodadas seguintes da competição em setembro e as duas partidas pelas quartas de final da Copa do Brasil, ainda sem dias nem adversário confirmados.

Desta forma, a previsão de Roger Machado e sua comissão técnica é de que, pelo menos até o início de setembro, a sequência da equipe seja de dois confrontos por semana, com períodos curtos para descansos.

Força máxima em todos os jogos

Diante do cenário de desgaste pelo qual o elenco deve passar, a decisão de Roger para esta sequência de 35 ou 40 dias será utilizar força máxima em todas as partidas, conforme apontou depois da derrota para o Palmeiras no último dia 24, pelo Brasileirão.

Após a classificação contra o Criciúma, enquanto comentava sobre a boa atuação de jogadores criticados pela torcida que se saíram bem, como o lateral Egídio, o treinador afirmou que o desempenho deles terá importância para as próximas semanas.

"Isso eleva a moral para essa sequência de 40 dias, partindo de julho, extremamente decisivos para a gente, que vão decidir o nosso futuro", afirmou o comandante tricolor.

O Fluminense segue vivo nas duas competições de mata-mata - nas quartas de final da Copa do Brasil e nas oitavas da Libertadores - e é o 11º colocado do Brasileirão, com 17 pontos em 13 partidas.

O próximo compromisso da equipe será amanhã (3), contra o Cerro Porteño-PAR, no Maracanã, pela volta das oitavas de final da Libertadores. Além de jogar em casa, o Flu tem a vantagem da vitória por 2 a 0 na ida.

Futebol