PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Juca Kfouri: Falta fibra, falta amor próprio ao Corinthians

Do UOL, em São Paulo

02/08/2021 15h39

O Corinthians segue oscilando no Campeonato Brasileiro. Mesmo jogando em casa, o time foi apático e presa fácil para o embalado Flamengo ao ser superado por 3 a 1, no último domingo (1º). O resultado negativo deixou o clube na 11ª posição, com 17 pontos, seis a menos que o Athletico, que fecha a zona de classificação à Libertadores 2022 e tem um jogo a menos.

No Posse de Bola #148, nesta segunda-feira (02/08), Juca Kfouri ressaltou que o Rubro-Negro foi amplamente superior e que poderia ter aplicado mais uma goleada devido à passividade do time paulista.

"Tivemos na Olimpíada uma cena lindíssima, talvez a cena mais linda da Olimpíada, entre o atleta da Itália [Gianmarco Tamberi] e do Qatar [Mutaz Essa Barshim], que deram o mesmo salto em altura, resolveram dividir, cada um tem uma medalha de ouro. O italiano pensou em desistir da carreira por tantas lesões que havia sentido, e o atleta do Qatar o convenceu a permanecer na luta. Então, num gesto de amizade, os dois toparam cada um ficar com uma medalha de ouro", contou.

"Eu diria que ontem o Flamengo agradeceu ao Corinthians o empate por 0x0 contra o Inter, na temporada passada, que acabou valendo o título para o Rubro-Negro. E no intervalo, eles [flamenguistas[ conversaram entre si e disseram: 'nós estamos devendo um favor ao Corinthians, não vamos terminar ganhando de dez', porque era para ter sido isso. O primeiro tempo, que acabou 3x0, era para ter acabado em 6x0. No segundo tempo, se o Flamengo mantivesse aquele ritmo, terminaria 12... Sei lá, iria ser um placar absolutamente estratosférico", completou.

Para o comentarista do UOL Esporte, o que mais o chamou a atenção não foi a superioridade técnica do Flamengo, que vem goleando os adversários após o técnico Renato Gaúcho assumir o time, mas sim a postura apática do Corinthians em campo.

"É claro que o Corinthians joga o campeonato para não cair, e que o Flamengo joga o campeonato para ser campeão. Há uma diferença de divisão, sim. O que me chamou mais atenção, que acabou evitando uma humilhação, maior do que aquela do 5x1 no ano passado em Itaquera, foi a falta de fibra do Corinthians, a falta de amor próprio do Corinthians", analisou. "O Sylvinho que me desculpe, mas ele não está conseguindo transmitir nem amor próprio ao time dele. Foi um baile e o 3x1 saiu baratíssimo".

Posse de Bola: Quando e onde ouvir?

A gravação do Posse de Bola está marcada para segundas e sextas-feiras às 9h, sempre com transmissão ao vivo pela home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte nas redes sociais (YouTube, Facebook e Twitter).

A partir de meio-dia, o Posse de Bola estará disponível nos principais agregadores de podcasts. Você pode ouvir, por exemplo, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts, Amazon Music e Youtube --neste último, também em vídeo. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

Futebol