PUBLICIDADE
Topo

Futebol

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Mauro: É importante o Vasco passar imagem positiva e ter postura corajosa

Do UOL, em São Paulo

28/06/2021 17h10

Classificação e Jogos

O Vasco venceu ontem (27) por 2 a 1 o jogo contra o Brusque pela sétima rodada da Série B, mas a partida ficou marcada pela manifestação do clube contra a homofobia e a transfobia, ao utilizar sua camisa com as cores do arco-íris no lugar da tradicional faixa transversal preta, além das bandeiras de escanteio e a comemoração do gol marcado pelo argentino Hernán Cano, que pegou a bandeira e a ergueu na véspera do dia do Orgulho LGBTQIA+.

No podcast Posse de Bola #138, Mauro Cezar Pereira elogia a postura do Vasco e afirma que ela se identifica mais com a história do clube do que algumas marcas que foram deixadas nos últimos anos, considerando que este ato pode dar uma imagem positiva e de orgulho ao torcedor em um período difícil vivido pelos vascaínos, disputando mais uma vez a segunda divisão.

"Isso é muito bom para o Vasco em momentos tão difíceis, porque o Vasco ficou muito marcado nas últimas décadas, com as passagens do Eurico Miranda e todo aquele perfil às vezes autoritário, arrogante, despertando amor e ódio entre os próprios vascaínos, e a história do Vasco é bem próxima, tem mais a ver com esse tipo de postura do clube e do jogador, um argentino, mas que parece ser uma pessoa que compartilha das mesmas ideias, pela maneira como ele reagiu, a imagem é espetacular, a foto do Rafael Ribeiro, fotógrafo do Vasco", diz Mauro Cezar.

O jornalista cita que outros clubes do Rio de Janeiro também se manifestaram de alguma forma pela diversidade, casos de Flamengo e Fluminense, mas destaca a forma como fez o Vasco e a importância que tem a ação do clube cruzmaltino.

"Isso pode ser importante para o Vasco em um momento em que o Vasco está tentando se reconstruir, pelo menos ele desperta aí um orgulho para a sua torcida e ganhou o jogo. Houve no caso, o Fluminense, o Flamengo e o Vasco, os três cariocas fizeram o número com as cores do arco-íris, o capitão com o número 24 e as cores do arco-íris, como foi no caso do Fluminense, o Vasco com a faixa, espetacular a camisa do Vasco, ao invés de preta, a faixa com as cores do arco-íris", diz Mauro Cezar.

"Importante isso, o Vasco tem uma caminhada muito longa e é importante o Vasco passar uma imagem positiva e ter uma postura corajosa, porque ainda existem aqueles que ficam se colocando do lado oposto, como tem os sommeliers de vacina, como tem uma série de coisas que acontecem por aí, existem aqueles que ainda tentam remar contra esse movimento que ganhou uma força muito grande e o futebol teve uma participação muito importante nisso tudo, sem dúvida alguma, o futebol que sempre foi um ambiente muito machista, conservador e tal, ele tem sido extremamente importante para essa conscientização das pessoas", conclui.

Posse de Bola: Quando e onde ouvir?

A gravação do Posse de Bola está marcada para segundas e sextas-feiras às 9h, sempre com transmissão ao vivo pela home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte nas redes sociais (YouTube, Facebook e Twitter).

A partir de meio-dia, o Posse de Bola estará disponível nos principais agregadores de podcasts. Você pode ouvir, por exemplo, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts, Amazon Music e Youtube --neste último, também em vídeo. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Futebol