PUBLICIDADE
Topo

Cruzeiro

Presidente do Cruzeiro apresenta projeto de clube-empresa a empresários

Reunião entre membros da diretoria do Cruzeiro e empresários tratou do tema clube-empresa - Divulgação/Cruzeiro
Reunião entre membros da diretoria do Cruzeiro e empresários tratou do tema clube-empresa Imagem: Divulgação/Cruzeiro

Guilherme Piu

Do UOL, em Belo Horizonte

21/06/2021 22h14

Classificação e Jogos

O Cruzeiro realizou hoje (21) um encontro entre membros de sua diretoria e empresários de diversos setores da economia — alguns desses conselheiros da agremiação — para apresentar ideias e o estudo que a cúpula diretiva da Raposa faz sobre clube-empresa.

Em um cenário grave e urgente do ponto de vista financeiro — tem dívida superior a R$ 900 milhões — o Cruzeiro aguarda os trâmites do Projeto de Lei Federal 5516/2019, de autoria do senador de Minas Gerais Rodrigo Pacheco, em discussão na Câmara dos Deputados, para migrar do modelo associativo para o de Sociedade Anônima do Futebol (SAF). E para isso já tenta adiantar conversas por futuro apoio de megaempresários cruzeirenses.

De forma híbrida, com integrantes participando de forma presencial e outros virtualmente, estiveram presentes no encontro desta noite na sede da Raposa, dentro de um shopping center de Belo Horizonte, os empresários Emílio Brandi (Grupo Nova Safra), Paulo Henrique Pentagna Guimarães (Banco BS2), Ícaro Vilar (Cartão de Todos) e Clésio Andrade, ex-presidente da Confederação Nacional do Transporte, e dos conselhos do Sest e Senat. Segundo o departamento de comunicação azul o encontro aconteceu para um "proveitoso debate de ideias a respeito do projeto clube-empresa".

Da parte do Cruzeiro estiveram presentes o presidente Sérgio Santos Rodrigues, o diretor executivo Paulo Assis, o diretor de negócios André Argolo, o advogado Flávio Boson e o responsável pelo departamento de marketing e inovação do clube, além do advogado Tiago Fantini, do Comitê de Governança, Gestão e Compliance da Raposa.

O encontro também contou com a participação de executivos da EY, Pedro Daniel e Gabriel Souza, e da Alvarez & Marsal, empresas que auxiliam o Cruzeiro em debates técnicos sobre o tema clube-empresa. O presidente do Conselho Deliberativo celeste, Nagib Simões, também fez parte da mesa de debates.

"As portas do Cruzeiro estão sempre abertas. Com certeza, hoje será a primeira de muitas conversas com os grandes empresários cruzeirenses (...) Estou convicto de que essas reuniões serão muito proveitosas para o clube", destacou antes do encontro o presidente celeste.

"Paralelo a isso, estamos no aguardo da aprovação da Lei 5516/2019, da Sociedade Anônima do Futebol (SAF), que inclusive é de autoria do senador mineiro Rodrigo Pacheco, atual presidente do Senado, que aprovou o projeto, e que está a par do trabalho cuidadoso que estamos fazendo aqui no Cruzeiro sobre esta transição. Agora, estamos aguardando a apreciação por parte da Câmara dos Deputados", completou o presidente Sérgio Rodrigues.

Ausências

Não estiveram no encontro personagens importantes, como os empresários Aquiles Diniz, o responsável por puxar o movimento por conversas mais profundas sobre o clube-empresa — e que garante ter um projeto para apresentar ao Cruzeiro —, e Vittorio Medioli, atual prefeito de Betim e ex-CEO do Conselho Gestor, que geriu a Raposa entre o fim de 2019 e começo de 2020.

Pedro Lourenço, dono da rede de Supermercados BH e considerado o maior investidor da atualidade no clube, não esteve presente. O empresário está em litígio com o atual presidente do Cruzeiro e mantém distância de conversas no momento.

"É de intenção da diretoria do Cruzeiro realizar novas reuniões coletivas e/ou individuais com outros empresários, como Aquiles Diniz, Régis Campos e Vittorio Medioli, nos próximos dias. O convite também está aberto a Pedro Lourenço, um dos principais incentivadores do clube. A diretoria do Cruzeiro Esporte Clube reforça que as portas da instituição estão inteiramente abertas para que empresários possam tirar dúvidas, enviar ideias, e ajudarem na construção da discussão a respeito do projeto da Sociedade Anônima do Futebol", diz parte da nota publicada na noite desta segunda-feira (21) pelo Cruzeiro.

Cruzeiro