PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Presidente do Barcelona sonha em juntar Messi e CR7 no clube, diz jornal

Lionel Messi e Cristiano Ronaldo, durante a partida entre Barcelona e Juventus - David Ramos/Getty Images
Lionel Messi e Cristiano Ronaldo, durante a partida entre Barcelona e Juventus Imagem: David Ramos/Getty Images

Colaboração para o UOL

21/06/2021 08h55

O retorno de Joan Laporta à presidência do Barcelona devolveu a esperança aos torcedores do clube. Embora a situação econômica da entidade catalã não tenha permitido Laporta fazer tudo que tinha em mente, ele ainda trabalha em busca de soluções para tornar o Barça competitivo novamente, enquanto deixa a parte financeira para os responsáveis da área.

Além disso, sua chegada permitiu a continuidade de Lionel Messi na equipe, quando sua saída era dada como certa pela maior parte da imprensa europeia. Porém, o craque argentino está próximo de renovar seu contrato com o clube espanhol por mais duas temporadas, até junho de 2023.

Por isso, na semana passada, o presidente começou a cogitar um movimento que parece impossível. De acordo com o 'AS', Laporta deseja juntar Messi e Cristiano Ronaldo no Barcelona. Assim, junto com seus homens de confiança, ele começou a projetar uma operação que entraria para a história do futebol: unir os dois nomes que protagonizam o futebol mundial há pelo menos uma década.

Informações do jornal espanhol constam que os representantes do camisa 7 ainda não foram contatados, além de que não se sabe se o jogador aceitaria tal proposta. Mas, para uma possível negociação, o plano de Laporta seria oferecer dois jogadores à Juventus. Nomes como o de Antoine Griezmann, Sergi Roberto e Philippe Coutinho teriam sido mencionados.

Em relação ao salário do português, nada teria sido falado. Entretanto, caso haja progresso nas negociações, seria cogitada uma transferência e o dossiê do atleta sairia dos salários dos jogadores que partiriam ao clube italiano. No entanto, há estudos que dizem que juntar Messi e CR7 multiplicaria em dois o rendimento extraordinário do Barcelona.

Ainda segundo o jornal, que classifica a situação como 'utopia', a ideia de Joan Laporta teria causado entusiasmo em todas as pessoas que a escutaram. Seria um grande impulso para a LaLiga, que sofreu um leve impacto negativo com a ida de Cristiano Ronaldo ao futebol italiano.

Futebol